Nem Te Conto

Após 3 horas, ex-BBB Marcos deixa Delegacia da Mulher no Rio

Ele recebeu apoio de grupo de admiradores do lado de fora

Redação Correio 24h
O ex-BBB Marcos Harter deixou a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, por volta das 14h de hoje. Ele passou cerca de três horas prestando depoimento na unidade. Ele não falou com a imprensa na chegada nem na saída e recebeu apoio de um grupo de admiradores que estava do lado de fora gritando "Força, Marcos" e similares. Depois de entrar no carro, Marcos sorriu e deu tchau para os admiradores. 
Foto: Ag. News
"Quando a Polícia Civil tomou ciência de um possível delito de violência doméstica, analisamos alguns momentos e vimos que havia indícios de lesão corporal e abrimos um inquérito", explicou a delegada Viviane Costa Ferreira, titular da unidade, ao Ego. "Quando o delegado de polícia toma conhecimento, tem obrigação de apurar. Fiz a diligência na emissora na segunda-feira com o fim de angariar provas. Naquele momento, foram solicitadas imagens de câmeras e foram feitos convites para Emilly e Marcos comparecerem à delegacia", acrescenta.
Ainda segundo a delegada, a decisão de tirar Marcos do BBB17 foi "unilateralmente feira pela emissora. A Polícia Civil não tem ligação com essa decisão", disse ela. Marcos foi eliminado da casa na segunda-feira. A polícia ainda espera ouvir Emilly fora da casa. 
Agressão
O médico foi expulso do reality show após uma briga com Emilly. Depois de dois dias de intensa campanha nas redes sociais, Marcos foi retirado da casa após a polícia do Rio de Janeiro ir até o estúdio em busca das imagens da briga do casal. Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso. 
Segundo o apresentador Tiago Leifert, houve uma "nova conversa profunda com a Emilly, inclusive com exame médico" e a Globo consultou "advogados, especialistas, psicólogos". "A gente recebeu a delegada titular da Delegacia Especial de Atendimento a Mulher que nos solicitou as imagens de discussões entre Marcos e Emilly.
A delegada instaurou um inquérito para apurar uma possível agressão física. Com base nesse inquérito, tivemos uma nova conversa profunda com a Emilly, inclusive com exame médico. Desde o primeiro momento, desde que tudo aconteceu, a Globo agiu firmemente, incansavelmente, a gente envolveu advogados, especialistas, psicólogos, conversamos muito para tomar a decisão correta, decisão justa", afirmou o apresentador.