Nem Te Conto

Após admitir traição, Nego do Borel se considera vítima de ciúme de Duda Reis

"Não deixava eu ver meus amigos, não deixava eu ver ninguém", afirmou o cantor em entrevista a Leo Dias, do 'Metrópoles

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Após ser acusado de agressão, estupro e ameaça por Duda Reis, Nego do Borel afirma que o ciúme da ex-companheira foi fundamental para que a relação se desgastasse. Em entrevista a Leo Dias, do 'Metrópoles', o funkeiro afirmou que traiu a atriz cerca de três vezes, e deu o próprio relato sobre os três anos de namoro.

"As amizades que eu tenho hoje a maioria são todas baladeiras. Ela não gosta de balada. Ela não gosta dos meus amigos, de jeito nenhum. Os meus amigos do Borel, ela não gosta. Os meus amigos que eu tenho fora do Borel, ela não gosta. Ela odeia todo mundo. Não deixava eu ver meus amigos, não deixava eu ver ninguém, por isso que a relação estava ficando desgastada", falou.

 



O músico ainda relatou à Leo Dias que não entende as acusações de Duda. "Eu senti que nessa volta dela para Volta Redonda [casa onde a atriz morava], eu senti que ela já estava começando a falar umas coisas pra mim que antes ela não falava. Já começou a história do abusivo, aí depois ela mudava, ela falava] 'você quer casar comigo?'. Eu não entendia, não dava pra entender. Ela começou a querer montar a conversa. Eu senti", argumentou.