Nem Te Conto

Após expulsão, Marcos ficará confinado em hotel até a final do BBB

Durante a noite, Emilly se isolou das finalistas na casa e lamentou a saída do namorado

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Após a expulsão do “BBB 17”, Marcos está blindado. O agora ex-participante do programa deixou a casa, na noite da última segunda-feira (10), direto para um hotel na Zona Oeste do Rio, próximo aos Estúdios Globo. Ele ficará confinado, sem dar entrevistas, até a próxima quinta-feira, dia da final da atual edição do reality show.

O cirurgião plástico ficou inconformado com a decisão da direção do programa. A expulsão aconteceu porque foi caracterizado agressão física em sua discussão com a gaúcha Emilly.

Desolada por conta da expulsão do namorado, Emilly foi consolada por Ieda e Vivian, declaradas finalistas do programa por Tiago Leifert no ao vivo da última segunda. A dupla acompanhou Emilly até o Quarto Preto, onde ela fez as malas de Marcos e fizeram questão de prestar apoio a gaúcha.


Durante o ao vivo, a manauara e a aposentada foram elogiadas por Leifert pelas palavras de apoio a jovem. Ieda tentou tranquilizar a gaúcha afirmando que ela não tinha culpa do que havia acontecido e que a produção estava prestando atenção a cada passo do casal dentro do jogo, inclusive o momento em que ela falou sobre o beliscão no braço dado por Marcos em um momento de ciúmes. 

Vivian pediu para que a sister tivesse calma e entendesse o lado de quem tirou o cirurgião médico da casa. A ex-Miss justificou a expulsão afirmando que a ação teria sido para prevenir que algo de grave acontecesse com ela dentro da casa. 

Apesar do apoio, Emilly se isolou das finalistas e passou um bom tempo sozinha na área externa da casa. Abraçada a bandeira feita por Marcos, a sister chorou e lamentou a saída do brother.

Entenda o caso

Mais cedo na segunda-feira (10) a delegada titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, Viviane da Costa, esteve nos Estúdios Globo para pedir as imagens das discussões entre Marcos e Emilly e um inquérito foi instaurado.

A estudante foi submetida a um exame clínico, por um médico da Globo, para avaliar a possibilidade de lesão corporal. No início da noite foram chamados ao confessionário separadamente. Para Emilly ficou claro seus direitos, garantidos pela Lei Maria da Penha, inclusive o de ficar distante de Marcos.

Em comunicado, a Globo reafirmou seu repúdio a toda e qualquer forma de violência, tendo evidenciado isso em todas as suas atitudes.