Nem Te Conto

Após família pegar covid-19, mulher de Cristiano diz que desenvolveu síndrome do pânico

Além disso, Paula ainda precisou lidar com mensagens de ódio na internet

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A família do cantor Cristiano, da dupla Zé Neto e Cristiano, passou por um período conturbado durante o mês de março. O artista e outros membros da família testaram positivo para a covid-19 e precisaram de auxílio médico. Nesta sexta-feira, Paula Vaccari, mulher do cantor, fez um desabafo no seu Instagram e falou sobre síndrome do pânico pós doença. 

“Não consegui vir aqui falar antes porque eu estava emocionalmente e fisicamente bem abalada”, confessou Paula. Na família, o casal, os dois filhos e a sogra de Cristiano testaram positivo. Com exceção das crianças, todos precisaram ficar internados. 

Durante o período turbulento, a mulher do sertanejo ainda precisou lidar com a síndrome do pânico. "O mental fica destruído. Eu desenvolvi de novo a síndrome do pânico e precisei voltar com os remédios. Tive muito medo dos meus filhos terem sintomas, porque os dois pegaram”, disse. 

Apesar de muitas mensagens positivas e orações, a família também recebeu críticas e mensagens de ódio por não terem seguido o isolamento social à risca. “Sempre as pessoas à parte, que se acham no direito de julgar. Acho que todo mundo flexibilizou nessa quarentena. Já não existia mais tanta quarentena”, justificou Paula.

Apesar disso, a esposa de Cristiano pediu que as pessoas fracassem em casa, seguissem as orientações de saúde e se apoiassem em Deus neste momento.

Confira vídeo da chegada do sertanejo em casa após internação: