Nem Te Conto

Após medida protetiva, Luísa Mell pede prisão de ex-marido; entenda caso

Ativista já havia conseguido medida protetiva

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O desenrolar da separação da ativista animal Luisa Mell e seu ex-marido, Gilberto Zaborowsky, tem chocado a internet. Na última segunda-feira (11), Luisa entrou com um pedido de prisão provisória do empresário com base na Lei Maria da Penha. Ela já havia conseguido uma medida protetiva e o ex estaria proibido de se aproximar a menos de 500 metros. As informações são do G1.

Luisa acusa o ex-marido de abuso psicológico e ameaças. Segundo o advogado da ativista, a medida protetiva não foi suficiente para que o empresário parasse com as ameaças, que geralmente acontecem através de telefonemas sem identificação. "Há o temor que ele venha a agredi-la fisicamente ou até matá-la", consta no documento protocolado.

Ainda segundo o advogado da ativista, Zaborowsky faz uso de drogas tem 'um poder incalculável financeiro, aduz que vai fazer justiça com as próprias mãos'.

Desabafo nas redes sociais

No último sábado (9), Luisa usou o Instagram para falar sobre a violência sofrida durante o casamento. Ela posou com um cartaz escrito: "violência contra a mulher não acaba quando ela sai de casa". 

Na legenda da foto, Luisa contou aos seguidores que está sendo alvo de ameaças. "Agora que criei coragem de sair, de denunciar e falar sobre o assunto, estou sendo vítima de uma verdadeira organização criminosa financiada pelo meu ex-marido para destruir a minha reputação", escreveu. Nos comentários, artistas, amigos e admiradores da ativista prestaram solidariedade.