Nem Te Conto

Após post machista, irmão de Carol Celico chama modelo Vivi Orth de rampeira e prostituta

Ex-cunhado de Kaká postou um vídeo dando um tapa na bunda de uma moça estrangeira

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Enrico Celico, irmão de Carol Celico, fez uma série de posts machistas em seu perfil do Instagram e causou indignação e diversos seguidores. Na postagem, o ex-cunhado de Kaká apareceu dando um tapa na bunda de uma estrangeira, durante o festival Burning Man, nos Estados Unidos. 


"Galera, ultimamente a minha masculinidade, virilidade e sensatez tem sido colocada em cheque por um grupo de pessoas. Pra tirar isso a limpo, decidi buscar por aí alguma feminista carente que estivesse dando sopa (tem de montes) pra ver se eu ainda levo jeito com a coisa. Parece que sim. #TrateAsFeministasComoElasRealmenteQueremMasNãoDevem", escreveu ele na legenda.

A modelo Vivi Orth se mostrou revoltada com a publicação e o rebateu. "Esse é o tipo de homem que todas nós deveríamos lutar para exterminar da face da terra", escreveu ela. Celico respondeu a postagem da TOP com ofensas, chamando-a de "rampeira suja sem talento", "cara de drogada acabada", "puta", "drogada, lésbia e podre". Vivi compartilhou prints das mensagens que recebeu do rapaz, afirmou que iria processá-lo e teve o apoio da amiga, a modelo Lea T.

Após a repercussão da postagem, Enrico se justificou: "penso que todo mundo que me segue sabe exatamente o viés de brincadeira e senso humor que todos os meus posts  têm. Não adianta você argumentar 'ah com isso não se brinca', pois para um comediante, isso só instiga mais as piadas". 

Ele ainda postou uma foto fantasiado de Jesus Cristo. "É impossível negar as semelhanças até agora. Ele, assim como eu, foi difamado pelas prostitutas, caluniado pelos ladrões e adorado pelos Fariseus", afirmou.