Nem Te Conto

Após postar ameaça, Zé de Abreu pede desculpas a Tabata Amaral; entenda caso

No início de setembro, o ator retuitou mensagem de teor violento e machista

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Nesta segunda-feira (27), o ator José de Abreu admitiu que errou ao repostar um tweet sobre a deputada federal Tabata Amaral. O caso aconteceu no início de setembro e o conteúdo compartilhado era de cunho machista e violento.

"Se encontro na rua, soco até ser preso", dizia o tweet repostado pelo ator. Em entrevista ao canal do YouTube 'Fala, Lola, Fala', José de Abreu se mostrou arrependido de ter feito o compartilhamento. "Eu errei redondamente. A minha vida é repleta de erros, e uma das coisas que eu aprendi é que quando você é muito crítico, você tem que aprender a fazer uma autocrítica. [...] Vou fazer uma carta para Tabata, em vídeo. Vou escrever um pedido de desculpas para ela. Vou propor uma atitude política", afirmou.

O artista ainda contou que passou pelo cancelamento da internet logo após ter feito a publicação e falou sobre desconstrução. "O que eu gostaria de discutir é que essa é uma desconstrução diária que a gente tem que fazer contra racismo, homofobia, misoginia, machismo. Posso falar mal da minha mãe? Ou como é mulher é machismo? Minha mãe era machista, racista", recordou.

Já a debutada federal disse ter tomado as medidas judiciais cabíveis. "José de Abreu repostou uma mensagem que dizia que me socaria até ser preso. Simplesmente por discordar de minhas ideias. Infelizmente o machismo é muito presente, muito violento e tenta nos silenciar", disse à CNN.