Nem Te Conto

Arthur Picoli revela que teve que se desfazer do carro por causa dos haters

Em entrevista a um canal do YouTube, ex-brother falou também sobre sua relação com Carla Diaz fora do programa

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A vida pós BBB de Artur Picoli rendeu bons frutos, mas também muita dor de cabeça. Quando saiu do reality show, o professor de crossfit teve que lidar com os haters. A perseguição foi tanta que o ex-brother revelou que precisou se desfazer do carro que tinha.

"Eu dei o meu carro. Por causa de placa etc. As pessoas me seguiam quando eu ia treinar. Me filmavam entrando na academia, depois eu saindo, entrando no carro, o carro saindo e elas indo atrás. Peguei o carro e vazei. A galera estava realmente atrás de mim. E eu não acreditava, achava que era adolescente da internet. E baseado em quê? O que eu fiz para isso? Ameaçaram minha mãe, meu sobrinho de 2 anos", contou ele em entrevista ao canal do YouTube 'Rap 77', de Junior Coimbra.

Arthur falou também sobre sua relação com Carla Diaz fora do programa. Na casa, os dois viveram momentos conturbados e o jeito com que ele tratava a atriz foi muito questionado aqui fora.

"Aqui fora a vida é boa, eu me dou muito bem. Há dois anos eu morava num distrito de três mil habitantes. Lá dentro tem nove câmeras só na cozinha, fora o que  gente não vê. E, por ser uma pessoa famosa, é muito difícil. Nunca tinha ficado com ninguém famoso. Não sabia nem como cantá-la", explicou ele, acrescentando que suas atitudes foram mal interpretadas.

"Acho que as pessoas tiveram uma visão um pouco deturpada da situação. Antes do paredão falso eu falei: "Vamos nos afastar porque quem está comigo está saindo". Só que a gente morava junto, não tinha como afastar. O que ia afastar era eliminação. E, quando a pessoa sai e você fica mal, isso te faz pensar. Eu errei, falei diversas besteiras, bobagens, como a gente fala aqui. Se colocassem uma câmera na cara de todo mundo, todo mundo se ferra. Sobre o negócio de ajoelhar, ela já falou milhões de vezes que foi premeditado para mostrar que a gente estava jogando junto, e a galera taxa como uma coisa diferente. Igual falam do lance do "partiu" (a resposta dele à proposta dela). Em momento algum eu fui seco, eu fiquei das 22h às 10h bebendo pra caramba, uma hora depois ela chegou na casa. Eu não estava nem de ressaca, estava bêbado ainda. E é meu jeito. As pessoas não aceitam o jeito das pessoas", concluiu.