Nem Te Conto

Ativista que denunciou Neymar e amigos diz sofrer ameaças de morte

Agripino Magalhães, que acusou o jogador e os "parças" de homofobia, disse que ficou assustado com as ligações que recebeu

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)


O ativista Agripino Magalhães, que denunciou Neymar e os "parças" por homofobia contra Tiago Ramos, ex namorado da mãe do jogador, deu entrada no Ministério Público com um pédido de inquérito contra as ameaças que tem recebido desde que denunciou o atacante. À coluna de Fábia Oliveira, de O Dia, ele contou que o advogado pretende pedir uma proteção especial para a polícia caso continue se sentindo em perigo.

“Recebi mensagens pesadas nas redes sociais, mas comecei a ficar assustado mesmo com as ligações telefônicas. As pessoas me ameaçam e demonstram saber da minha rotina, da minha vida. Estou com medo”, contou Agripino à coluna. Vale lembrar que o ativista pediu uma indenização de R$ 2 milhões para Neymar após um áudio vazado de uma conversa entre o jogador e os amigos sobre o então namorado da mãe dele, Nadine.