Nem Te Conto

Babu revela que está fazendo terapia após o BBB: 'não estava habituado a ter grana'

Ator ainda falou do período que testou positivo para a covid-19 e de quanto foi internado às pressas

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Em uma entrevista para a revista Glamour Brasil, o ex-BBB, Babu Santana, contou que precisou fazer terapia após a sua saída do reality show e comentou que um dos motivos que o motivaram a fazer isso foram os ganhos financeiros.

"Estou fazendo terapia. Entrei de um jeito e saí do outro, conquistando coisas que não estava habituados: ter grana, nunca tive um carro zero. Muita coisa mudou e eu tive que correr para acompanha a movimentar. Me reavaliar, relaxar. É muita responsabilidade. Qualquer coisa vira notícia. Uma ação pode ser mal-interpretada. Um erro seu pode decretar o seu fim. É um mundo polêmico em que você não pode errar".


Durante a entrevista, o ator relembrou o período em que testou positivo para a covid-19 e o medo que sentiu ao descobrir que estava contaminado.

"Fiquei muito assustado quando fui diagnosticado, o período de isolamento foi tranquilo, me sinto afortunado. Hoje consigo ter um espaço para criar as coisas. No começo foi estranho: um período de muita sorte na minha vida em uma época tão complicada no mundo. É estranho querer comemorar as conquistar. Me pego em coisas simples: a família com saúde, lugar para viver com segurança. Como estou solteiro, tenho dormido com meus filhos, estou curtinho mais minha casa... Como vou esbanjar felicidade com tantas questões acontecendo? Você liga a televisão, vê que o número de vítimas aumentou, sai na rua e as pessoas estão sem máscara, festas acontecendo, sistema político muito ruim, não conseguem se entender, não tem uma atitude eficaz. Uma grande tragédia e as pessoas brigando por poder", apontou o artista à revista Glamour Brasil


Ele ainda falou sobre o fato de ser internado às pressas.

"Tomei um susto. Foi um alerta. Não estou tão velho, mas também não sou um garoto. Estou na idade que sei que vou envelhecer. Acho que o nome disso é maturidade. Cheguei no hospital com crise de acidose, descobri que tinha diabetes. Eu era maníaco, tomava 2, 3 litros de refrigerante, por dia, no mínimo. Não só isso: por exemplo, se eu comprava caixa de chocolate aqui para casa, comprava duas para todo mundo e uma só para mim. Não tomo mais refrigerante, não fumo mais cigarros. É a primeira vez na vida que consigo tomar meus remédios no horário correto. Desde que fui internado, controlei bastante a açúcar. Não posso dizer que sou um exemplo 100%, porém consegui cortar meus excessos, me exercitar três vezes por semana, acordar mais cedo e me alimentar melhor", ressaltou o ator durante a entrevista.