Nem Te Conto

'BBB 19': Adepto do naturismo, Rodrigo pode tomar banho nu no reality, aposta irmão

Mesma liberdade que tem com as roupas (ou com a falta delas) Rodrigo leva para a vida, inclusive na forma como encara os relacionamentos

Agência O Globo

Trocas de roupa debaixo do edredom, banhos de sunga e biquíni… Para se preservar em meio a tantas câmeras, os participantes do “BBB” criam estratégias para não exibir os corpos além da conta em rede nacional. Mas na 19ª edição tem brother que não vai se importar com essas amarras: Rodrigo França é adepto do naturismo. Para ele, andar pelado não é um problema.

Foto: Reprodução/Facebook

— Eu não acho que ele vá andar nu pela casa, mas tomar banho sem roupa já é bem provável. O naturismo é de família. Minha mãe mora só e anda nua em casa. O muro lá de casa é alto — diz Fábio França, irmão de Rodrigo, aos risos.

Ao site oficial do programa, Rodrigo disse ser um frequentador da Praia de Abricó, área dedicada ao naturismo na zona Oeste do Rio, e explicou a sua relação com essa filosofia.

— Sou de uma família que sempre lidou com o corpo, antes de saber que existia naturismo. Hoje, me enquadro nisso. Estou de roupa porque estou trabalhando. Não consigo mais me ver de sunga. O nu não é sexual. É bonito — explica o brother.

A mesma liberdade que tem com as roupas (ou com a falta delas) Rodrigo leva para a vida, inclusive na forma como encara os relacionamentos.

Rodrigo antes de entrar no confinamento
Foto:  Reprodução/Facebook

— Diversidade faz parte da nossa criação. O Rodrigo gosta de pessoas. Não tem uma definição de gênero. Mas é muito reservado quando o assunto é relacionamento. Não sei se ele irá se envolver amorosamente com alguém na casa — diz um de seus irmãos gêmeos. Eles são três e ainda veio um caçula, dois anos depois, nascido no mesmo dia, 28 de janeiro.

Profissionalmente, esse carioca de 40 anos, nascido na Penha, se divide entre inúmeras atividades: é dramaturgo, ator, sócio de um food truck, professor e psicopedagogo. Com dislexia, um distúrbio de aprendizagem, dedicou-se ainda mais aos estudos.

— Ele foi o primeiro a trazer o diploma para casa. Investiu na educação, primeiro, para se entender e, hoje, é uma forma também para ajudar os outros — orgulha-se Fábio, que lembrou que o irmão até ensinou a avó a ler.

Querido pelos amigos, desde que foi anunciado como participante do reality, a família tem visto a casa na zona Norte ser transformada em ponto turístico pelos vizinhos. O nome do participante ganhou torcida até nos microfones do Baile da Gaiola. 

— Montamos o QG (Quartel-general) do Penhão. E já mandamos fazer um banner para colocar na varanda. O bairro já está um “vucuvucu”. Várias pessoas disseram que vão voltar a assistir ao programa só por causa do Rodrigo. Estamos ansiosos para a estreia.