Nem Te Conto

Bruna Marquezine fala sobre idas e vindas com Neymar

Atriz explicou o quanto é difícil manter um relacionamento a distância

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A atriz Bruna Marquezine abriu o jogo sobre seu relacionamento com Neymar em conversa com Giovanna Ewbank para o canal da loira. Durante o bate-papo, Gio perguntou sobre a conexão dos dois e afirmou torcer pelo romance deles.

"Eu nem sei te explicar direito o que é. Eu acredito que é amor de verdade. Eu acredito muito em Deus, eu falo muito isso. Na Bíblia diz que Deus é amor. Toda vez que eu amo alguém, eu me sinto muito próxima Dele. É uma sensação de paz, de preenchimento inexplicável. Diferente de qualquer outra coisa e eu sinto isso com ele. A gente sempre sentiu isso, sempre sentimos esse amor. Mas a gente sabe também que relacionamentos dependem de amor e nunca faltou amor, sabe? Isso que sempre fez com que a gente voltasse para a vida um do outro, mas é um relacionamento que não é fácil. Sempre foi um relacionamento à distância, que já é difícil. São duas pessoas que têm suas vidas expostas, duas pessoas com trabalhos, carreiras, enfim, que são complicados. Jovens também, para ter que lidar com tudo isso é um relacionamento que exige maturidade, que a gente não teve em alguns momentos. A gente se desencontrou em alguns momentos, por causa da distância, por causa do trabalho, de outras pessoas. Muitas pessoas acabaram interferindo no nosso caminho. Mas eu acho que tudo aconteceu como tinha que acontecer. Por incrível que pareça o momento que a gente mais se fortaleceu como parceiros de vida foi separados", disse Bruna.


A atriz, que começou a terminar com o jogador em 2012, falou sobre as idas e vindas no relacionamento, no total de três vezes e o retorno aconteceu no final do ano, durante uma viagem para Fernando de Noronha: "foi aí que a gente construiu nossa parceria e amizade. Um momento que a gente se cuidou e olhou para o ouro como ser humano. Preciso ser mais do que a mulher que você ama, preciso ser sua melhor amiga, parceria... E preciso que você seja essa cara para mim. Foi aí que a gente construiu isso e começou a se cuidar de verdade. Sempre existiu muito amor".

Ela afirmou que o namoro começou a dar certo quando ela entendeu que o amor por Neymar não era algo passageiro. "Eu o amo como uma pessoa da minha família. As pessoas não entendem... Acho que a gente ama meio errado. As pessoas banalizam um pouco esse sentimento. Fala que ama muito essa pessoa, separa e dois anos depois não se lembra da pessoa. Pra mim isso não é amor. Amor não acaba. Quando eu digo que a gente acaba amando errado é porque ficou claro pra mim que amor não acaba, não passa, amor é pra vida inteira. O que diferencia do relacionamento amoroso ao familiar é a atração e paixão. Mas não é uma escolha amar ele. Quando entendi que não era passageiro, comecei a olhar para aquilo com mais cuidado. Saber lidar com esse amor da melhor forma possível. A certeza do amor é perigoso... O que a gente tem agora é algo muito sagrado para mim. Amo pouquíssimas pessoas. A gente sempre se amou muito, mas pela primeira vez a gente está cuidando um do outro como se deve", contou.