Nem Te Conto

Bruno Gagliasso registra na delegacia ataque racista sofrido pela filha na internet

Esta não é a primeira vez que a pequena Titi é alvo de comentários preconceituosos

Agência O Globo

O ator Bruno Gagliasso esteve na manhã desta segunda-feira na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), na Zona Norte do Rio, para denunciar o racismo cometido contra sua filha com a atriz Giovanna Ewbank. A pequena Titi, de 4 anos, foi chamada de “macaca”, entre outros ataques, em um vídeo da blogueira e socialite Day McCarthy, publicado na internet.

“A menina é preta. Tem o cabelo horrível de pico de palha. Tem o nariz de preto horrível. E o povo fala que a menina é linda”, disse Day na gravação. O ataque causou reação de internautas nas redes sociais.

Foto: Rperodução

Ao vídeo, Giovanna respondeu: “Bom domingo com amor e a pureza de uma criança a todos que têm nos mandado mensagens sobre o acontecido. Racismo é crime, e já estamos tomando as devidas providências perante a lei”.

Gagliasso se manifestou com uma frase da professora e filósofa americana Angela Davis: “Numa sociedade racista, não basta não ser racista. É necessário ser antirracista”.

Esta não é a primeira vez que a menina é alvo de comentários preconceituosos. Em novembro de 2016, o ator também prestou queixa na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática por causa de um comentário feito numa postagem de Giovanna em uma rede social. "Você e seu marido até que combina, mas a criança que vocês adotaram não combinou muito, porque ela é pretinha e lugar de preto é na África" dizia a mensagem. O comentário foi apagado em seguida e o perfil da pessoa, excluído.

Histórico de ofensas

Em seu blog pessoal, a socialite Day McCarthy, que mora no Canadá, afirma ser uma escritora de sucesso que pretende levar “alegria, esperança e reflexões às pessoas ao redor do mundo”. No entanto, sua fama nas redes tem crescido com uma série de vídeos ofensivos.

Além de já ter chamado Anitta de “usuária de drogas”, Day causou revolta na internet ao atacar outra criança: Rafaella, filha de Roberto Justus e Ticiane Pinheiro. Na ocasião, a socialite chamou a menina de “brinquedo assassino”, em referência ao filme de mesmo nome que tinha como protagonista o macabro boneco Chucky. Após a má repercussão, a postagem foi retirada do ar.