Nem Te Conto

Camila Pitanga, Lázaro Ramos e outros famosos se manifestam sobre morte da menina Ágatha

Artistas se mostram indignadas com situação, transmitem sentimentos à família

Agência O Globo

Vários artistas usaram suas páginas nas redes sociais para se manifestar sobre a morte de Ágatha Vitória Sales Félix, de 8 anos. A menina foi baleada nas costas quando estava dentro de uma van no Complexo do Alemão na última sexta-feira (20). 

Foto: Reprodução 

"Quem consegue viver nessa cidade e achar isso normal? Quem consegue não se revoltar?", perguntou a atriz Leandra Leal. Já a apresentadora Angelica transmitiu seus sentimentos à família e chamou Ágatha de anjo. "O que falta pra gente entender que a morte de Agatha é o fracasso dessa indiferença?", questionou a atriz Camila Pitanga.

Outros artistas criticaram a postura do governador Wilson Witzel que, dois dias após o assassinato, ainda não se manifestou sobre o assunto. Foi o caso da cantora Zelia Duncan, que classificou como "derrota" a postura do político. O humorista Marcelo Adnet escreveu que o silêncio de Witzel é "inacreditável". Também humorista, Fábio Porchat afirmou que a situação gera "revolta" com a atual administração do estado do Rio.

Veja os posts abaixo:

Ver essa foto no Instagram

Meu sonho era apenas fazer sorrir! Queria viver sem essa eterna tensão e apreensão que cerca a população negra! A morte de Agatha me mata também! E isso não é fruto apenas da violência, mas sim do racismo estrutural, que faz o braço armado do Estado, entender que pode adentrar as favelas e bairros comunitários atirando e matando os moradores! É doloroso demais ver a nossa imagem sempre associada à marginalidade e a mortalidade! Naturalizaram os assassinatos de pessoas negras! Porque sim, são assassinatos em massa! Agatha (8 anos) - foi a 16º criança baleada este ano no Grande Rio - a 5º que não resistiu aos ferimentos e morreu. Ela estava com o avô numa kombi quando foi atingida nas costas, ontem, no Complexo do Alemão. Estas são todas as crianças que foram vítimas em 2019! #VidasNegrasImportam #AgathaPresente #ACulpaEDoWitzel

Uma publicação compartilhada por Maíra Azevedo (@tiamaoficial) em

Ver essa foto no Instagram

Eu estou com minha alma em prantos com a morte de Agatha. A morte dela espelha o desprezo que o governador tem pela vida de pessoas que vivem na periferia. Minha alma fica em prantos porque ela não é a primeira vítima desse desprezo por corpos negros. Se tudo continuar como se fosse “normal”, Agatha não será a última a morrer por conta dessa política de extermínio. Me dói porque virão aqui dizer "e os policiais mortos?" Como se eu não me importasse com suas vidas. Distorcem com muita maldade as palavras... Tem sido assim... Mas eu não tolero nenhuma morte!!! Esse caminho de dar tiro em vez de dar respeito e dignidade às pessoas que vivem em comunidades. Não está dando certo! As penitenciárias cada vez mais lotadas. De quem? De pretos, de pobres. Porque será que é tão difícil de entender que isso tem a ver com racismo? Por não considerarem corpos negros. A zona sul cada vez mais sitiada. Não está dando certo ! Carros blindados, condomínios fechados. Não está dando certo. O que falta pra gente entender que a morte de Agatha é o fracasso dessa indiferença? Estou cá escrevendo numa torrente. Minha solidariedade à família de Agatha, aos vizinhos de Agatha. Não há nada que justifique essa morte. Não está dando certo. . . Ilustração: @peveazevedo

Uma publicação compartilhada por Camila Pitanga (@caiapitanga) em