Nem Te Conto

Carolinie Figueiredo faz desabafo sobre aceitação do corpo

Ela, que também é mãe de Bruna Luz, de 7, falou sobre peso e relembrou que engordou mais de 30kg em cada gestação

Patrícia Kogut, da Agência O Globo
- Atualizada em

Carolinie Figueiredo fez um desabafo em seu Instagram. A atriz publicou uma foto (abaixo) de um ensaio feito em 2014, quando seu segundo filho, Theo, hoje com 5 anos, tinha 4 meses. Ela, que também é mãe de Bruna Luz, de 7, falou sobre peso e relembrou que engordou mais de 30 quilos em cada gestação. 


- Eu chamei minha prima (fotógrafa) e falei: 'Quero algo real'. Quero retratar meu corpo de mulher, mulher mãe, quero olhar para esse corpo e me assumir. Há cinco anos essas fotos estão guardadas. Você já viu as fotos lindas com as crias, mas essa parte, nunca. Olhar para essa barriga me traz remorso dos períodos inconscientes em que engordei mais de 30 quilos em cada gestação. Se a cabeça da mulher de 30 pudesse se encontrar com o corpo da mulher de 20, tanta coisa eu teria feito diferente. Acontece que minha alma escolheu trabalhar amor-próprio e aceitação. E eu, teimosa que sou, escolhi os caminhos mais desafiadores para exercer essa missão.

Hoje terapeuta e educadora, Carolinie, longe da TV desde uma participação especial como Domingas, em "Malhação" (2013), disse ainda que recebe muitas mensagens de pessoas dizendo que gostariam de ter automestima elevada como ela.

- Pois eu aponto dois pontos: o primeiro é a aceitação de um lugar de abraçar e acolher como estou hoje, com o corpo de hoje, sem fugir, sem rejeitar. Isso envolve observar meu corpo sem julgamentos e sentir amor. Isso envolve tocar meu corpo purificando todas as emoções que surgem (camadas de raiva, ódio, frustração, negação...). Eu fiquei anos estagnada nessa camada, digerindo todas as experiências. Porque nosso corpo é uma manifestação das nossas experiências: as dores e as delícias. Doloroso era aceitar que não me cuidei tanto quando gostaria. O segundo passo: eu estou nele, então, não posso dizer aonde chega, provavelmente não chega a lugar nenhum, abro mão de expectativas. Mas tem cheiro de: acolhi, abracei, despertei amor. Agora desapego de me cristalizar. Eu sou livre - escreveu ela, que, ao final, desejou um feliz dia das mães para suas seguidoras.