Nem Te Conto

Caso Gugu: em cartas de amor anexadas, Rose Miriam chama apresentador de 'querido anjo'

As cartas escolhidas para serem anexadas foram trocadas entre os anos 2000 e 2001

Agência O Globo
- Atualizada em

A defesa da ex-companheira de Gugu Liberato, Rose Miriam di Matteo, anexou ao processo em que pleiteia o reconhecimento de união estável com o apresentador cartas de amor trocadas entre ela e Gugu durante o período em que sustenta terem vivido um relacionamento. A reportagem teve acesso ao processo pela união estável, que corre sob segredo de Justiça na 9ª Vara da Família e Sucessões do Foro Central de São Paulo.

Foto: Reprodução 

As cartas escolhidas para serem anexadas foram trocadas entre os anos 2000 e 2001, período em que, sustenta a defesa, teria começado o romance da dupla, que teve três filhos: João Augusto, atualmente com 18 anos, e as gêmeas Sofia e Marina, de 16. Um dos costumes do casal era escrever cartas que os dois brincavam terem sido assinadas pelos filhos pequenos, ou ainda por nascer.

"Querida mamãe Rose, eu e o papai queremos que neste dia você seja a mamãe mais feliz do mundo, continue nos amando, porque nós também te amamos muito. Parabéns pelo seu dia! Beijos do seu filho João e do papai".

Foto: Reprodução 

Em carta de alguns meses antes, outubro de 2001, Rose refere-se a Gugu como "querido anjo". De acordo com seus advogados, essa seria a forma como ela chamava o apresentador "desde o início da constituição da união estável".

"Eu tenho vontade de lhe escrever as palavras mais doces e tenras que possam existir em nosso dicionário, mas naturalmente eu levaria uma vida aqui escrevendo isso", começa Rose. "Por isso, digo apenas que eu e o João te amamos muito, muito, muito... do fundo dos nossos corações. Ter passado o dia todo ao seu lado, para nós foi uma grande alegria. Você está lindo e com um astral luzente", continua a mãe dos filhos de Gugu. E encerra assim: "agradeço verdadeiramente todo o carinho e preocupação que você tem tido comigo. Beijos, Rô e João".