Nem Te Conto

Com suspeita de esquema, Justiça exige relatório de vendas de ingressos de Sandy e Junior

Polêmica sobre vendas foi parar na Justiça e multa pode chegar a R$ 50 mil por dia

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A venda dos ingressos da turnê de Sandy e Junior segue dando polêmica. Depois da paralisação das atividades dos fã-clubes da dupla, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal resolveu investigar a situação.


Segundo informações do 'Na Telinha', do Uol, o órgão determinou que as empresas responsáveis pela venda dos ingressos prestem conta da movimentação de seu serviço online.

A Justiça quer saber sobre a quantidade de ingressos vendidos por pessoas, tanto no espaço físico, quanto em relação às vendas na internet. A suspeita é que exista um esquema que burle a cota máxima de vendas, que é de oito ingressos por pessoa, sendo duas de meia-entrada, para favorecer cambistas.

De acordo com a publicação, o tribunal deu um prazo de cinco dias para as empresas se manifestarem, sob pena de uma multa diária que pode chegar a R$ 50 mil. Já é possível, inclusive, encontrar pessoas na internet vendendo ingressos para o show por mais de R$ 10.