Nem Te Conto

Deborah Secco avalia mudança radical na aparência: 'Sou disponível para transformações'

Atriz vive nova fase de Karola em 'Segundo sol'

Agência O Globo

Depois de esquentar a cabeça com as loucuras de sua personagem, a Karola de “Segundo sol”, Deborah Secco está de nuca fresca. A atriz colhe os louros pela coragem de se despedir de suas madeixas de mais de 50 centímetros e pela entrega a mais um papel. A cena em que a mãe fake de Valentim (Danilo Mesquita) se descontrola ao admitir que o roubou foi alçada a uma das mais marcantes da TV em 2018 e fez as buscas pelo nome da atriz no Google crescerem 86%. Com os pés no chão, a carioca explica o que a motivou a aceitar o desafio:

Foto: Reprodução | Instagram
— Sou uma atriz disponível para transformações físicas. Emagreço, engordo, corto o cabelo... Não vejo problemas nisso. Quando soube dessa mudança da personagem, fiquei muito feliz. O cabelão de Karola sempre foi a sua marca. Ao cortá-lo, ela se desconstrói. Ela não tosa o cabelo para perder a vaidade, mas para ver o nascimento de uma outra Karola, de outra pessoa — explica a atriz.

O renascimento que Deborah Secco compartilha com sua personagem foi elogiado por colegas de profissão, por integrantes do elenco e virou assunto até na boca da filha da atriz, Maria Flor, fruto de seu casamento com o ator Hugo Moura. Na internet, a menina de 2 anos opinou que a mãe ficou parecida com o Pedrinho do “Sítio do Pica-Pau Amarelo”.

Brincadeiras à parte, o corte de Deborah foi, verdadeiramente, inspirado por outra personagem da ficção. A referência, no entanto, é distante do público infantil. Segundo a cabeleireira Mariana Gorini, responsável pelo corte, o papel da americana Mia Farrow em “O bebê de Rosemary” (1969) serviu de base:

— Este é um corte-referência quando se pensa em curtíssimo.

O pixie cut tem variações diversas e pode se adaptar a diferentes tipos de rosto. De acordo com a especialista, é só variar tamanhos e formatos:

— O maior cuidado que se precisa ter é manter o couro cabeludo saudável. Algumas pessoas pensam que corte curto não é versátil, mas ele pode ser usado de várias maneiras: bagunçado, clássico e arrumado com diferentes tipos de produtos. A pomada colabora para uma finalização seca para o dia a dia; o gel é indicado para uma produção mais arrumada; e a musse para dar volume e textura.

Mariana Gorini é o nome da cabeleireira responsável pelo novo curtinho de Deborah Secco, o corte joãozinho, como é conhecido popularmente o pixie. Na última semana, dos camarins de “Segundo sol”, Deborah seguiu para o FT Studio, de Fernando Torquatto, e teve o corte finalizado pela profissional.

— Quem tiver a coragem de cortar deve cortar! Aposto que não vai querer outra coisa da vida! — encoraja a cabeleireira.

Pelas mãos de Gorini, já passaram os fios de atrizes como Camila Pitanga, Fabiula Nascimento, Tainá Müller, Vanessa Gerbelli, Letícia Gerbelli e artistas que, em outras caracterizações, também apostaram no estilo joãozinho adotado por Deborah para a reta final da novela das nove.

— Claudia Abreu e Regiane Alves cortam sempre e fizeram caracterização comigo para as novelas mais recentes (“A lei do amor”, de 2017, e “O tempo não para”, 2018, respectivamente) — aponta.

Como se pode perceber, a textura do cabelo das atrizes varia. Segundo a profissional, não há restrição para a mulher que queira adotar o pixie. De acordo com Mariana, o segredo é prestar atenção em qual produto usar para modelar os fios:

— Os cabelos cacheados e crespos, por exemplo, já possuem textura natural. Eles só vão precisar de um leave-in de hidratação e pronto!

Um cuidado, no entanto, serve para todas: marcar no calendário o dia certo de pisar novamente no salão. Não dá para enrolar!

— O ideal é que a manutenção seja feita, no máximo, um mês após o corte — avisa Gorini.