Nem Te Conto

Dinho Ouro Preto viraliza na web após contar que superou coronavírus, H1N1 e dengue

Em participação no 'Encontro com Fátima Bernardes', o cantor falou sobre as sequelas da Covid-19

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Na última quinta-feira (9), Dinho Ouro Preto participou do programa Encontro com Fátima Bernardes, da TV Globo, e chamou atenção dos telespectadores ao lembrar que já foi contaminado por covid-19, dengue e H1N1. Na ocasião, o cantor, que está curado da Covid-19, comentou sobre as sequelas da doença. 

"Em um primeiro momento, tive problemas ligados à respiração. Tentei correr e quase tive um troço. Tenho a impressão que a recuperação do pulmão foi um pouco mais demorada do que eu antecipava. Fiquei com problemas nas cordas vocais, tive dificuldade de cantar, cheguei a fazer umas sessões de fono para recuperar a minha voz".

"A minha capacidade atlética, antes eu corria diariamente, eu ainda não voltei à forma de antes. Mas está tudo bem. Eu tive uma versão moderada do vírus".

Foto: reprodução

Na conversa com Patrícia Poeta, o vocalista do Capital Inicial relembrou outros momentos difíceis da sua vida - gripe suína, dengue, uma grave queda em 2009 e uma infecção generalizada. 

"Na lista de coisas que eu peguei... eu caio do palco no dia 31 de outubro e vou parar na UTI. Eles me mandam de volta para o quarto em uma sexta-feira 13. E, no quarto, eu pego infecção generalizada com uma agulha do próprio hospital. Aquilo se desenvolve, se agrava, vira uma septicemia e volto para a UTI. Nas listas do que você falou, faltou a infecção generalizada", relatou. 

Os relatos de superação do cantor no programa deram o que falar na web. "Senhor, permita que eu tenha a saúde do Dinho Ouro Preto", escreveu uma pessoa no Twitter.