Nem Te Conto

Diogo Nogueira fala sobre comparações com o pai e relação com a Bahia

"Além de ter sido um super pai, é uma grande referência na vida e nas artes

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Cantor, compositor e apresentador, Diogo Nogueira volta a Salvador para comandar a segunda edição do 'Samba Gente' ao lado de Ju Moraes e Mariene de Castro. O evento acontece no dia 21 de setembro, a partir das 21 horas, no Bahia Café Hall (Paralela).


Mas antes do show especial, o carioca 'deixou a música de lado' e bateu um papo com o iBahia para falar sobre as comparações com o pai, João Nogueira.


"Não me incomodam de maneira nenhuma. João Nogueira além de ter sido um super pai, é uma grande referência na vida e nas artes",disse o artista que revelou ainda que, na adolescência, não pretendia seguir a carreira do pai.


Veja também:

Entrevista: Diogo Nogueira fala sobre retorno a Salvador e novos projetos


"Durante a adolescência, me preparei para ser jogador de futebol. Joguei na divisão de base de clubes do Rio, e quando estava para assinar meu primeiro contrato, no Cruzeiro de Porto Alegre, sofri uma grave lesão no joelho, que me afastou dos gramados. Voltei para o Rio de Janeiro e começaram os convites para cantar nas rodas de samba. Trocar os gramados pelos palcos não foi fácil, mas Deus sempre esteve no comando e foi esse o destino escolhido para mim. Estou muito feliz com minha carreira na música", relembra.


Já sobre a relação com a Bahia, Diogo afirmou que o melhor daqui são, sem dúvida as baianas e ainda aproveitou a oportuindade para revelar quais lugares eles mais gosta de visitar. "Um passeio pelo Pelourinho, pelo Centro Histórico, e o por do sol em Itaparica ou no Farol.