Nem Te Conto

Dono do hit 'Parado no Bailão' vê cachê dobrar e diz que já comprou oito carros

Músico aposta em carreira internacional

Kátia Gonçalves, da Agência O Globo
- Atualizada em

No Rio de Janeiro bomba o funk 150 BPM (Batidas por minuto), um estilo mais rápido e frenético da melodia. Mas o grande hit do estilo musical na atualidade vai na direção oposta: é lento, com alguns segundos de silêncio e vem de Minas Gerais. MC L da Vinte viu a música "Parado no bailão" se transformar em um fenômeno após Neymar dançá-la em campo depois de marcar o gol da vitória em cima do Liverpool durante a "Liga dos Campeões" e ganhou ainda mais força ao se tornar o principal hit dessa edição do "Big Brother Brasil". O funk, inclusive, foi a primeira música a tocar na festa que formou os casais da casa.


Desde então, o cachê do cantor dobrou, pulou de R$ 10 mil para R$ 20 mil. E já são, em média, 20 shows por mês. Aos 19 anos, MC L da Vinte já conseguiu comprar oito carros e sustentar os pais, que após anos trabalhando longas horas para sustentar o filho no Conjunto João VI, periferia de Belo Horizonte, agora desfrutam da conquista do primogênito.


"Eu e MC Gury, que é de São Paulo, precisávamos gravar uma música. Ele tinha o refrão "Parado no bailão" mas o restante da letra era outra, nós lapidamos juntos para algo mais light porque o refrão era muito bom, e eu acho que foi isso que fez a música estourar", conta MC L da Vinte, que precisou apenas de quatro horas para produzir e gravar o funk.

O clipe oficial foi publicado no Youtube em julho do ano passado e já acumula mais de 207 milhões de visualizações, mesma média mensal que a música "Jenifer" já foi assistida na plataforma de vídeos.

"Também escutei "Pisicininha amor" e aposto em "Jenifer" como o hit do carnaval. Tenho 7 anos de carreira e tenho planos para uma carreira internacional, já recebi vídeos da minha música tocando em vários lugares do mundo, isso me motiva", conta o funkeiro, que aponta o Mineirão, estádio de Belo Horizonte com capacidade para 62 mil pessoas, como o lugar mais especial no qual já cantou.