Nem Te Conto

'Eu não conseguia andar', revela Leo Dias sobre tratamento de cocaína

Jornalista foi entrevistado por Antonia Fontenelle através do seu canal no YouTube 'Na Lata', que foi ao ar na noite desta segunda (01)

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O jornalista e apresentador do programa 'Fofocalizando' (SBT), Leo Dias, falou sobre o tratamento para para combater o vício da cocaína. Léo foi entrevistado por Antonia Fontenelle através do seu canal no YouTube 'Na Lata', que foi ao ar na noite desta segunda (01).

Foto: Reprodução | Instagram

No início do bate-papo, o jornalista explicou que esse tratamento é desigual de outros. "É uma internação completamente diferente. Para você ter uma ideia, a ANVISA não autoriza ter restaurantes dentro da clínica. Então, fica de portas abertas o dia inteiro (...) quando você tem consciência de que está doente e precisa se cuidar, aí você vai para essa clínica. Estou em tratamento, mas meu tratamento não é dentro de uma clínica agora. Vou voltar quando sentir vontade de usar cocaína de novo", disse ele.


Além disso, o artista contou que pagou R$8,5 mil por uma semana de internação e seu tratamento está sendo feito com uma planta muito forte chamada Ibogaína, que tem como objetivo curar o vício. "Durante essa semana a gente recebe doses diárias de ibogaina, mas tem um dia que você recebe uma dose mais forte. “Eu não conseguia andar, tremia os braços, via raios de luz e dormia quase o tempo todo. Quando eu me internei, o meu medo era só um: de voltar com a cabeça zoada. Porque eu sei que o meu grande diferencial é o cérebro”, afirmou.

Os influenciadores também conversaram sobre o livro que o jornalista está escrevendo sobre Anitta e ele revelou que há coisas no projeto que nem a cantora sabe. "Eu sei que muitas histórias ali, nem a Anitta sabe. Incrível isso, né? Como pode? Tô fazendo a biografia de uma pessoa e ela não sabe porque tem coisa da família dela. A história do avô dela", confessou.

No final da entrevista, o jornalista relatou: "acho que a lição que tiro disso tudo é que estou amadurecendo. Estou buscando um Leonardo mais centrado, que não precisa de bengalas, que não precisa nem de homem, nem de cocaína, nem de nada. Mas eu precisava desse acode químico", pontuou o apresentador.

Assista aqui ao vídeo completo