Nem Te Conto

Fábio Assunção lamenta confusão em Pernambuco: "Errei ao me exceder"

De acordo com o "Jornal Nacional", Fábio Assunção pagou R$ 9.370,00 para ser liberado

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
Enquanto uns dançaram o dois pra lá, dois pra cá, Fábio Assunção passava por um verdadeiro perrengue no feriado de São João. Após protagonizar uma cena ao ser detido pela polícia militar de Arcoverde, em Pernambuco, o ator usou seu perfil no Instagram no último sábado (24) para se desculpar com os fãs e a população pelo ocorrido. 
(Reprodução: TV Globo)
Em um post, o protagonista da próxima série da Globo, 'Á Formula', que alegou descontrole em depoimento a polícia, lamentou a confusão e afirmou que havia errado na atitude. "Lamento muitíssimo o ocorrido em Arcoverde. Era uma noite de celebração. Tínhamos acabado de exibir nosso documentário filmado no sertão pernambucano no palco principal do festival de São João. Então fomos com a equipe confraternizar e a situação saiu do controle. Infelizmente aconteceu uma briga. Errei ao me exceder", escreveu.
(Reprodução: TV Globo)
O ator que em 2008 admitiu a Polícia Federal que era dependente químico e foi submetido a tratamento, acompanhamento médico e psicológico, fez questão de deixar claro que não usou nenhuma droga ilícita, resultado que será provado através de um exame toxicológico. No texto, Fábio afirmou que será responsável pelos danos causados, isto inclui a quebra da viatura e agradeceu aos fãs e amigos pelo carinho e apoio. "Não fiz uso de nenhuma droga ilícita - o que será comprovado pelo exame toxicológico que eu mesmo pedi para ser feito. Serei responsável pelos danos causados. Agora estou bem. Agradeço pelas tantas manifestações de carinho e apoio que recebi. Peço a todos sinceras desculpas. Não é fácil, mas reconhecer meus erros e procurar sempre aprender com eles é o que eu desejo", disse.
De acordo com o "Jornal Nacional", Fábio Assunção pagou R$ 9.370,00 para ser liberado.

Versão da polícia
Através de um comunicado enviado à imprensa, as polícias Militar e Civil de Pernambuco, ambas envolvidas no caso de Fábio Assunção, alegou que o ator foi acusado de ameaçar duas jovens durante a festa de São João em Arcoverde.
Segundo o comunicado, o galã teria ficado revoltado ao pedir que entrasse em uma viatura para ser direcionado a delegacia da cidade e precisou ser algemado. "Policiais foram acionados por duas jovens, que alegaram estar sendo ameaçadas pelo ator. Ao tentar levar as partes para os fatos na delegacia, Fabio Assunção ficou agressivo e se negou a entrar na viatura, sendo necessário o uso de algemas para levá-lo. Ao ser colocado no xadrez da viatura ele ficou ainda mais violento e quebrou o vidro traseiro do veículo".
Fábio foi autuado por dano qualificado ao patrimônio público, desacato a autoridade, desobediência e resistência à prisão.