Nem Te Conto

Famosos se despedem de Bibi Ferreira

Artista morreu nesta quarta-feira (13), aos 96 anos

Agência O Globo
Uma legião de artistas se despediu de Bibi Ferreira, que morreu nesta quarta-feira, aos 96 anos. Miguel Falabella foi um deles.
“Foi-se a imensa Bibi Ferreira. Devo a ela meu primeiro encantamento com o palco assistindo sua performance em Alô Dolly quando era um menino de oito anos. Obrigado por tudo, mas principalmente obrigado por honrar o palco sempre”, escreveu o ator.

“Ô meu Deus! Que dia triste para o Brasil! Brilhe sempre, Estrela Bibi”, disse Elza Soares, em seu conta no Instagram. “Eu te amo porque você ama o teatro. Porque você é atriz, cantora, diretora, imortal. Você me deu muitos presentes. Você foi muito e será sempre muito importante pro Brasil. Obrigada, Joana, obrigada, Bibi” — Laila Garin.
"Cada dia a mais é um a menos. Bibi, dos palcos da vida, olha pra gente aí de cima e ajuda o povo a acreditar na arte de novo..." — Alice Wegmann. "Coração em luto! Saudades! Esse foi nosso último encontro! — Tadeu Aguiar, diretor do musical "Bibi - Uma vida em musical".
"Acabamos de perder a grande dama do Teatro Brasileiro. Bibi abrilhantou nossos palcos com seu talento e sabedoria, foi uma atriz, cantora e diretora única em seu entendimento da arte teatral, em seu olhar sobre a humanidade, com a força e o mistério do amor, da entrega e dedicação ao ofício da interpretação.Todos nós aprendemos com ela e a reverenciamos. Vai continuar brilhando no céu de nossa memória. Nos palcos e na vida nosso amor e gratidão eternas! Bravos Bibi" — Beth Goulart.
"Nosso encontro no programa foi em maio de 2018. O sorriso dela era por mais um trabalho lindo: o show com músicas de Frank Sinatra. O meu era de orgulho mesmo por receber essa mulher fantástica, independente, empoderada. Uma artista multi-talentosa, que não se acomodava. Levava o ofício com rigor e seriedade, sem abrir mão do bom humor". — Fátima Bernardes.
"Quando cheguei no Rio de Janeiro, já encontrei Bibi Ferreira na atividade, sempre presente nos palcos do Brasil. Tive a honra de cantar “Rio Antigo” com ela no Programa Brasil Pandeiro e depois “Sino de Belém” no CD Natal em Família: Bibi e Convidados... Tenho essas histórias para contar! Me lembro muito do espetáculo “Brasileiro Profissão Esperança” com Clara Nunes e Paulo Gracindo, sob a direção dela... Perdemos a maior personalidade do teatro brasileiro. Vá em paz, Bibi. Obrigada por tudo que você fez pela Cultura brasileira!" — Alcione.