Nem Te Conto

Famosos se revoltam com juiz que liberou homem após ejacular em mulher no ônibus

Muitos artistas foram para suas redes sociais contestar a atitude do juiz

Agência O Globo

A decisão do juiz José Eugênio do Amaral Souza Neto, do Tribunal de Justiça de São Paulo, de soltar um homem de 27 anos após ele ejacular no ombro de uma mulher dentro de um ônibus na capital paulistana, não revoltou apenas mulheres ou anônimos. Muitos famosos foram para suas redes sociais contestar a atitude do juiz.

Adriane Galisteu postou a sentença e logo depois escreveu: “Como assim? Onde vamos parar? O Senhor Excelentíssimo Juiz tem mãe? Vivemos em um país sem sonho, sem educação sem saúde com um bando de picaretas gozando da nossa cara, literalmente! Quanta vergonha, quanto constrangimento... em nome de todas as mulheres não venha com desculpas ou explicação (até porque não tem) nós queremos ação!”.


Juliano Cazarré: “O nome do Juiz é José Eugênio do Amaral Souza Neto. Parabéns, sr. Juiz! O senhor conseguiu escrever o parágrafo mais absurdo da História do nosso Judiciário. E olha que o nosso Judiciário tem Gilmar Mendes, Lewandowski, Toffoli e uma longa tradição de absurdos e injustiças. E ainda assim o senhor venceu! José Eugênio do Amaral Souza Neto é o campeão, é a decisão mais estúpida de todos tempos! Não sei se é burrice, incompetência, machismo ou se é só maldade pura. Deve ser tudo junto. Cadeia pro estuprador e exoneração para o juiz!!! #violência #violênciacontraamulher #estupro#assédio“

Fernanda Rodrigues: Tô sem saber o q escrever na legenda.... #tatudoerrado #tristeza

Thaila Ayala: “Queria postar uma foto linda e feliz mas ta difícil!Pra onde a humanidade está caminhando? Isso ai pode ser chamado de qualquer coisa menos JUIZ!!”


Elizabeth Savalla: “Loucura”.


José Loreto: “Se fosse com a senhora sua mãe ou sua filha??? Tenho certeza que esse parágrafo não seria o mesmo. Justiça vergonhosa”.

Luiza Possi: “Não dá pra entender, BRASIL! Humanidade! O que aconteceu com a gente? Des-humanidade. Vergonha que não tem fim, e um pavor dos corações intocáveis”.

Sarah Oliveira: “doentes mentais ñ podem ficar soltos, têm que se tratar e o sistema se responsabilizar por isso. criminosos têm que ser presos. o que aconteceu no ônibus em Sp e depois no RJ, acontece na rua e em todos os lugares, há tempos. ainda bem que hoje existe a internet e a gente grita. temos que fazer isso pra alguma coisa mudar. Um adendo: a maneira como este juíz "justificou" a soltura do cara, é algo que assusta muito e por isso tamos fazendo barulho. houve constrangimento, sim. a mulher sofreu uma violência, sim. o cara tem passagem pela polícia. ñ poderia estar solto. esta lei, este sistema ñ podem continuar assim”.

Sônia Abrão: "Com juízes machistas, como é que os abusos contra as mulheres poderão ter fim??? Nojo dessa impunidade!"

Marina Ruy Barbosa: "Uma foi abusada por um motorista que a levava para casa. A outra foi constrangida e violada enquanto estava num ônibus. Infelizmente, casos de violência contra a mulher são cada vez mais comuns. Dói pensar nisso né? Mas pra ter uma ideia da gravidade do problema, a cada 11 minutos uma mulher sofre abuso no Brasil. O pior de tudo isso é que especialistas que estudam a violência contra mulher acreditam que apenas 10% das vítimas denunciam o agressor à polícia. Chega! Temos que continuar lutando para conscientizar que as mulheres merecem respeito. E temos SIM que cobrar que os culpados sejam punidos".