Nem Te Conto

Filhos de Cid Moreira tentam provar ‘golpe do baú’ atacando família da madrasta

Rodrigo e Roger Moreira incluíram duas testemunhas no inquérito contra Fátima Sampaio

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A disputa judicial iniciada pelos filhos de Cid Moreira começa a ganhar novos desdobramentos. Rodrigo e Roger Moreira acrescentaram duas testemunhas contra a madrasta Fátima Sampaio. Uma delas denuncia a família da esposa do jornalista por formação de quadrilha, pois um irmão da escritora teria roubado a sua sogra idosa.

Existe também o depoimento de um ex-funcionário do veterano, que teria presenciado maus-tratos com Cid Moreira, que está com 93 anos.

Há algumas semanas, os filhos do ex-âncora do Jornal Nacional protocolaram uma ação de interdição contra o pai na Vara da Família. Fátima, desde então, passou a virar alvo do inquérito policial. Eles pedem a prisão preventiva da madrasta por considerarem que ela se apropriou dos bens do marido.



Segundo o Notícias da TV, com o surgimento das novas denúncias, o advogado dos irmãos Moreira levou à Justiça um vídeo de aproximadamente duas horas com acusação de que Fátima e o irmão agem como uma quadrilha.

"[O irmão] pratica o mesmo modus operandi: crimes em face de uma senhora idosa", consta nos autos. "Pelo visto existem outras vítimas que são escolhidas a dedo, moram em Estados distantes, para que não sejam os crimes ao idoso descobertos por semelhança ou comparados pelos conhecidos por parentes vizinhos ou conhecidos. Percebe-se que se trata de uma quadrilha. O fato de Fátima estar há anos com a vítima Cid demonstra que, enquanto não limpar tudo o que a vítima tem, eles [os integrantes da quadrilha] persistem", diz a defesa.