Nem Te Conto

'Foi útil no trabalho', diz ex-prostituta sobre ter duas vaginas

Anomalia do útero didelfo faz com que mulher tenha duas cavidades uterinas

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma vagina para o trabalho e outra para o lazer, assim era a vida da ex-prostituta Evelyn Miller. A australiana nasceu com uma condição rara chamada de útero didelfo, que faz com que a mulher tenha duas cavidades uterinas. As informações são do jornal The Sun. 

Ter o dobro de vaginas é bem raro: a malformação uterina atinge apenas cerca de 10 a cada 20 mil mulheres.  A anomalia faz com que existam duas cavidades uterinas, cada uma delas com trompa, ovário e colo uterino. 

Quem tem o útero didelfo também tem duas menstruações simultâneas e precisa fazer dois exames ginecológicos, cada um em uma vagina.

Segundo Evelyn, muita gente se surpreendeu com a condição. Inclusive uma ex-cliente, que era ginecologista, aproveitou a sessão para fazer um exame médico na australiana.

Para Evelyn ter duas vaginas foi útil para exercer a sua antiga profissão. Durante os 8 anos como profissional do sexo, uma vagina era destinada aos seus clientes e a outra para a vida pessoal. 

"Para mim é normal e nunca pensei que fosse tão intrigante, mas aparentemente é muito intrigante. Foi útil no trabalho poder ter uma vagina totalmente diferente", afirmou a australiana.