Nem Te Conto

Fran faz balanço do seu 2020 e revela metas para 2021: 'Trabalhar, fazer muitos shows'

Em papo sincero, cantor revelou detalhes do seu último disco lançado ao lado do filho de Cássia Eller, Chico Chico

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Filho de Preta e neto de Gilberto Gil, Fran se uniu ao filho de Cássia Eller, Chico Chico e juntos lançaram um disco, "Onde", que traz 7 músicas em versões inéditas. Em bate papo exclusivo com o iBahia, o artista contou como foi estreitar laços com o xará Francisco, além de revelar como funcionou o processo de criação do novo trabalho no meio da pandemia. 

Foto: Reprodução | Instagram

"A parceria surgiu a partir de um encontro que encontro, de uma intersecção da gente, que foi o Ivan que produziu o disco junto com a gente. Ele nos convidou para fazer um material, mas para esse conteúdo a gente teve que estudar repertório e entender esse ponto de intersecção da gente musicalmente falando. Este estudo é uma investigação de repertório que fez a gente identificar esse lugar que a gente aprendeu a gostar muito da nossa intenção musical, entender artistas e canções que faziam essa ponte entre a gente e ai foi daí, desses inúmeros encontros escutando discos, e falando sobre músicas, nós construímos essa amizade", disse Fran.

"Primeiro, começamos entendendo que a gente tinha esse gosto compartilhado e também a identificação com o canto e ao mesmo tempo fomos tocando essas músicas, entendendo essas interpretações... A gente partiu do Itamar (Assunção), foi o nosso ponto de partida, foi o hit que a gente fez para o Instagram e que o pessoal adorou. E daí a gente começou a encontrar e a turma que se formou ali de compositores é uma turma que se conecta também em um lugar de liberdade, de expressão, de rebeldia. Luiz Melodia, Itamar, Gilberto Gil...", completa. 

Foto: Reprodução | Instagram

Inquieto, em paralelo com o trabalho com o grupo 'Os Gilsons', Fran resolveu assinar seu primeiro álbum solo no início de 2020. "Eu acho que a gente resolve começar com essa brincadeira de fazer música, né? Esse ano eu me preparei muito para ir com força total em cima dessa vontade. 'Os Gilsons' estava começando a caminhar bem, os shows acontecendo mais, surgiu essa abertura para lançar o Raíz, com muitos shows marcado dos Gilsons e de repente a gente parou tudo. Eu não tive oportunidade de fazer o show do disco Raíz, o show dos Gilsons foram cancelados... E de repente, me vi em casa. Era muitas canções surgindo, muita coisa e foi no meio do ano resolvi ativar tudo. É muito a coisa que a gente quer expressar. Pra mim, ter essa possibilidade de ter projetos paralelos é maravilhoso e eu tenho muita coisa para colocar pra fora e é bom ter vários ambientes para expor isso de diversas formas. Tem muita coisa vindo pela frente, nesse momento estou produzindo quatro videoclipes, alguns 'feats' de projetos", ressalta o artista. 

Com apenas 25 anos, Fran sabia desde muito novo que se encontraria no mundo musical. "Sempre foi uma coisa muito presente dentro de mim. Quem me conhece no meu íntimo sabe que eu sempre cantei, sempre toquei, eu só não expunha muito. Tanto que quando eu comecei na carreira de música comecei como guitarrista, fui me descobrindo aos poucos. Na verdade, o processo como cantor e compositor foi um processo natural que se deu através da própria caminha que me foi apresentada, eu tenho muita gratidão pelo caminho, foi uma coisa que não deu pra fugir, a vida foi me entregando esse caminho, e daí você olha e tem as pessoas cantando suas músicas, shows acontecendo, disco saindo.. Isso é muito lindo de ver acontecer pra mim, porque não foi um intenção clara, foi natural mesmo", conta. 

Para 2021, a meta é clara para o jovem artista: "trabalhar e fazer muitos shows". "O tempo que a gente ficou preso em casa deu pra planejar muita coisa, né? 2021 tá quase todo traçado na nossa cabeça, em um projeto solo quanto também nos Gilsons. Então é segurar a ansiedade, rezar para essa vacina sair e o que a gente mais quer é que a gente ganhe essa vida com essa troca que o público dá pra gente", finaliza ele.