Nem Te Conto

Giulia Costa diz que escolha por sobrenome do padrasto foi coincidência: ‘Me crucificaram’

"As duas famílias têm o Costa. Flávia também é Costa", explica

Agência O Globo
Filha de Flávia Alessandra com o ator e diretor Marcos Paulo, Giulia Costa fez um desabafo sobre as cobranças por ter adotado o sobrenome da mãe e, por coincidência, também do padrasto, Otaviano Costa, em sua carreira artística. Com o nome de batismo de Giulia Martins da Costa Simões, a atriz de 16 anos, que estreou na telinha no ano passado, em “Malhação”, explicou o motivo de ter optado pelo segundo sobrenome e não o último, do seu pai, morto em 2012.
“Todo mundo fala que eu adotei o sobrenome do Otaviano Costa. Mas as duas famílias têm o Costa. Flávia também é Costa. Simões seria um nome mais masculino, e Costa, feminino. Ainda tem Martins”, explicou ela, em entrevista à revista “Caras” desta semana.
À publicação, a atriz ainda contou que foi criticada pela escolha do sobrenome: “As pessoas começaram a me crucificar por causa disso, mas minha mãe só não usa o Costa porque o nome artístico dela é Flávia Alessandra, pronto, falei!”.
Giulia também falou como foi a experiência de lidar, pela primeira vez, com a exposição. “Saiu um flagra com um amigo uma vez, logo depois que terminei o namoro com o (ator Breno Leone). Minha ficha caiu no dia que inventaram que eu estava namorando com esse menino. Fotógrafos me perseguindo? Uau! Daí, consultei: ‘Mãe, o que eu faço agora?’ Não sei se fiquei com medo, mas não conseguia entender o que tinha acontecido”.