Nem Te Conto

Gloria Groove sobre corpo: 'lido com a gordofobia desde a infância'

Drag queen cantora fala sobre as mudanças com a fama

Eduardo Vanini, da Agência O Globo
- Atualizada em

"O corpo fora do padrão exposto na mídia pode despertar as mais diversas reações do público", diz a drag queen cantora Gloria Groove , alter ego do multiartista Daniel Garcia, que lida muito bem com a situação. "Grande parte do meu processo de aceitação foi sobre entender que esses comentários dizem muito mais sobre quem reage do que sobre meu corpo propriamente dito."

Foto: Reprodução | Instagram 

Com a carreira de vento em popa, Gloria aprendeu a lidar, nos últimos anos, com tudo o que a fama traz. E, mesmo em tempos de body positive e ascensão de modelos plus size , ter um corpo fora do dito "padrão" no meio artístico ainda é desafiador. "Desde a infância, venho lidando com a gordofobia e hoje experimento de perto a pressão estética. Mas procuro me manter fiel ao que julgo necessário para obter sucesso: talento e esforço. Foi este corpo que me trouxe até aqui, é com ele que tenho conquistado meu 'corre'. Este é o corpo que merece ser amado e é capaz de tudo", discorre.

Outro aspecto proporcional à fama é o assédio. Em meio a tanto sucesso - seu clipe "Bumbum de ouro" rem mais de 82 milhões de visualizações -, ela não nega que isso tenha aumentado. "Faz parte da trajetória. Não existe um manual de como lidar com tudo isso, e isso é o mais interessante", diz. "Acredito que as pessoas me admiram por enxergarem em mim algum tipo de superação ou identificação artística. Então, prefiro sempre agir de forma que fiquem à vontade".

Casada há cinco anos com Pedro Luís Lopes, ela afirma que esse aspecto em nada interfere na vida do casal. "Ele está sempre por dentro de tudo e até me acompanha quando dá. Mas, definitivamente, não somos o casal que faz o perfil ciumento. Ele respeita muito meu trabalho e minha relação com o público."