Nem Te Conto

'Gritava que ia morrer', diz Alok sobre incidente com avião

DJ contou em detalhes como aconteceu o problema no jatinho: 'não acreditava em milagre até acontecer comigo'

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O DJ Alok foi um dos convidados do 'Programa do Porchat', na noite da quarta-feira (30). Durante o bate-papo, o produtor musical relembrou o incidente que aconteceu no último dia 20, quando o jatinho que viajava perdeu o controle ao tentar decolagem e saiu da pista.


"Ainda estou me recuperando. Eu nunca acreditei em milagre até acontecer um comigo. A gente não tinha dimensão da gravidade. Por questão de 1m a gente não morreu, a gente ia cair na ribanceira. O tanque estava cheio para fazer um voo de 4h", revelou ele, antes de detalhar o susto: "quando (o avião) saiu da pista, soltei meu sinto e comecei a gritar: 'galera, vamos morrer, (ele) não vai parar. Eu não tô acreditando'. Eu não conseguia ficar parado. Queria tentar de alguma forma me salvar, salvar a galera. Me desesperei. E todo mundo ficou parado e eu consegui ver tudo. Falei: 'fu**'".

Alok, então, explicou como o jatinho e todos que estavam dentro dele conseguiram sair ilesos. "Sabe o que salvou a gente, na real? Por incrível que pareça foi o peso porque o avião atolou no último segundo. Aí o trem de pouso atolou e a 'barriga do avião' sentou e o bico parou na árvore", revelou.

Questionado por Porchat se iria parar de fazer tanto show em um único mês - ele chega a se apresentar 30 vezes -, Alok afirmou: "vou parar com certeza. Acho que é uma somatória de fatores. Primeiro é lindo o que eu faço, eu amo o que eu faço, sempre sonhei em estar onde estou, mas chega um momento que eu vivo para as outras pessoas e não vivo para mim. Viver para mim é conseguir fazer as coisas que me fazem bem, fora o profissional. Compor, ficar com minha família... eu não consegui ver meu pai ainda desde que o acidente aconteceu porque foi uma semana cheia de coisa para fazer. Minha mãe veio pra cá porque eu também não estava conseguindo ver ela".