Nem Te Conto

Hugo Moura sobre críticas de Deborah Secco: 'Perguntou se eu só tinha aquilo para mostrar'

Ele interpreta o professor de muay thai Daniel, em "Malhação: toda forma de amar"

Agência O Globo

Como um autêntico baiano, Hugo Moura prefere dar um passo de cada vez, bem devagarinho, na vida profissional. Tendo estreado na TV com um papel pequeno em “Segundo Sol” (2018), novela que tinha a mulher, Deborah Secco, também no elenco, o ator agora ganha mais tempo na telinha como o professor de muay thai Daniel, de “Malhação: toda forma de amar”:

— Daniel é mais desafiador não somente pela questão do trabalho físico, mas pela rotina de gravação. Em comparação com Robinho, passo muito mais tempo no estúdio.

A partir de hoje, seu personagem investe pesado no amor por Jaqueline (Gabz), mas dá de cara com Madureira (Henri Castelli), que reprova o relacionamento.

Foto: divulgação / TV Globo
Fora da ficção, a vida amorosa Hugo vai muito bem, obrigado. Deborah não só tem acompanhado a nova temporada de “Malhação”, como tem dado pitacos no desempenho do marido:

— Por ser muito crítica, ela não passa pano, não. Várias vezes já comentou sobre minhas cenas, perguntando se eu só tinha aquilo para mostrar.

As observações afiadas de Deborah, no entanto, não abalam o relacionamento. Pelo contrário, Hugo garante:

— Eu tento usar a crítica como trampolim, nunca como âncora. Tendo Deborah disponível, seria um um absurdo não pedir conselho! Uso e abuso o que ela pode me ensinar.

Sobre ser casado com alguém que atrai todos os holofotes para si, o ex-fotógrafo admite que, após quatro anos, ainda não aprendeu a lidar com a atenção que também recai sobre ele:

— Essa pressão é muito louca de administrar. Se eu não fizesse terapia, teria feito algo muito ruim comigo mesmo ou desistiria.



Aos poucos, porém, ele vai se acostumando com essa pressão. Desde que esteja ao lado de Deborah:

— Até hoje não respirei. Mas se, for para ser assim, espero nunca respirar (risos).