Nem Te Conto

IZA se emociona e chora ao ser entrevistada por meninas negras; assista

"Me vejo naquelas meninas o tempo todo", disse a cantora

Michael Sá, da Agência O Globo
- Atualizada em

Fenômeno pop que já sofreu na pele o preconceito racial, a cantora IZA se emocionou ao ser entrevistada por duas irmãs, de 12 e 7 anos, durante um show que fez na última quinta-feira em Ribeirão Preto, São Paulo. Ao ser questionada sobre como a cantora se sentia “sendo influência para tantas meninas negras como elas”, IZA foi às lágrimas. O vídeo do momento foi compartilhado por um perfil de fãs da artista nas redes sociais. Ao EXTRA, IZA, que tem um forte discurso de empoderamento, representatividade e aceitação, explicou o motivou que a fez chorar e disse que se viu naquelas fãs mirins.

Foto: Divulgação
“Sempre me perguntam como eu me sinto representando e sabendo que crianças negras se inspiram em mim, só que nenhuma criança negra tinha me perguntado isso antes. Fiquei muito emocionada por isso. Me vejo naquelas meninas o tempo todo. Todas as vezes que eu olha para elas no shows, todos as vezes que recebo mensagens e encontro com elas nos aeroportos da vida, estou sempre me vendo nelas e pensando como seria legal se eu tivesse alguém que eu pudesse me espelhar. Porque isso realmente faz muita diferença”, comentou a cantora, antes do show que fez na madrugada deste sábado no Chilli Mob Cruise, cruzeiro promovido pela Chilli Beans em parceria com a MOB produções.

No vídeo fofo que circula na web, Mirela, de 12 anos, é quem faz a pergunta à cantora. “Eu me sinto muito...", tenta responder IZA, que não conteve o choro e precisou de alguns segundos para conseguir completar a frase. "Então, tá vendo? Me sinto assim! (risos). Me sinto muito feliz. Isso é a concretização de um sonho. Entender que estou no caminho certo. Fico feliz em saber que vocês se espelham em mim, isso só me dá força para continuar", disse a artista. A menina estava acompanhada da irmã Marjorie, de 7 anos, e os dos irmãos Peterson e Pablo, de 1.


“Sempre recebo pessoas no meu camarim e me falaram que eu tinha uma entrevista para dar e aí entram quatro pessoinhas. Eu não conhecia o canal deles. Foi muito genuíno, uma troca muito especial. Fico muito feliz e muito emocionado mesmo. A gente tem a garantia de que está no caminho certo quando a gente recebe retornos assim”, diz a cantora.

Única negra da sala de aula na época de escola, IZA já revelou em entrevistas que sofria preconceito quando criança por conta do cabelo e da cor da pele e que teve que passar por um processo de aceitação.