Nem Te Conto

'LGDBTYH têm que ser compreensivos', diz Patrícia Abravanel ao minimizar homofobia; veja

Apresentadora comentava sobre polêmica envolvendo Caio Castro e Rafa Kalimann

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Ao comentar a polêmica envolvendo Caio Castro e Rafa Kalimann no programa "Vem pra Cá", do SBT, Patrícia Abravanel minimizou a homofobia e afirmou que é preciso ter compreensão com "quem ainda está aprendendo".

"Eu acredito que nós, mais velhos, e nós que fomos educados por pais mais conservadores, a gente está aprendendo, a gente está se abrindo, mas eu acho que é um direito também das pessoas respeitarem. Por que não concordar em discordar?", questionou a apresentadora.

A filha de Silvio Santos afirmou que não acha que Caio Castro e Rafa Kalimann, que compartilharam um vídeo de um pastor com declarações homofóbicas, sejam preconceituosos. 

"Eu acho que eles realmente foram educados de uma outra maneira. "Então, assim como 'LGDBTYH', não sei, querem respeito, eu acredito que eles têm que ser mais compreensivos com aqueles que hoje ainda não entendem direito e estão se abrindo pra isso", disse Patrícia

Confira o vídeo:

Na volta do intervalo, Patrícia revelou que foi corrigida pela produção pela forma como falou a sigla LGBTQIA+.

"No intervalo, a primeira coisa que a gente fez foi conversar sobre o discurso. O mais importante é que a cada ano a sigla vai se atualizando. O público em geral quer saber o que é cada coisa da sigla. Hoje a sigla atual é LGBTQIA+", explicou Gabriel Cardoso, produtor do programa.