Nem Te Conto

Lembra dele? Thierry Figueira fala sobre título de galã dos anos 90

Ator falou também sobre a nova série, família e vida fora da TV

Patrícia Kogut, da Agência O Globo
- Atualizada em

Longe da TV desde 2017, Thierry Figueira acaba de gravar "Amélio, o homem de verdade". Na série, ele interpretará o personagem-título, um homem recém-casado com Fabi (Natallia Rodrigues). 

- A mulher manda nele. O Amélio é esquizofrênico, ouve vozes. Quem o leva a essa loucura é a Fabi. Os dois vão enfrentar uma bela crise conjugal - adianta o ator sobre a atração, que deverá ir ao ar no ano que vem, no canal Prime Box Brazil. 

Se nos últimos trabalhos da TV Thierry viveu personagens mais sérios e de época, como em "Belaventura" e "Os Dez Mandamentos", agora terá pela frente um tipo cômico: - As situações que se desenrolam são engraçadas. Foi muito divertido fazer. Eu adoro o gênero.


Thierry afirma que é "completamente diferente" de Amélio. O único ponto em comum, segundo ele, é a paixão pelo Botafogo. - Ele é um homem cheio de manias, mal resolvido. Eu sou o oposto: tenho minha família formada e duas filhas - diz ele, que é casado com Andressa Garcia e pai das gêmeas Rafaela e Nina, de 3 anos. 

Durante o tempo em que ficou fora do ar, Thierry se dedicou a uma empresa de marketing da qual é sócio e à família: - A agência me dá tranquilidade para buscar novos projetos na carreira artística. Como pai, sou superpresente e participo de tudo. No começo, foi um pouco puxado e passei pelo maior aprendizado da minha vida. Mas, em compensação, hoje entendo o significado da palavra amor. 

Thierry, de 40 anos, ficou bastante conhecido na década de 1990, quando atuou em novelas como "Vila Madalena" e "O amor está no ar". Seu último trabalho na Globo foi em "Bambuluá" (2001). Depois, ele esteve no SBT e na Record, onde ficou por nove anos. Apesar dos vários papéis, o ator afirma que ainda é muito lembrado pelos personagens do início da carreira, que lhe renderam o título de galã:

- Muitas pessoas não tiveram a oportunidade de me ver em outras emissoras. Mas fiz personagens que fogem do estereótipo de galã. E também já não tenho 20 anos para interpretar esse tipo. E não há qualquer problema nisso. Queria eu voltar para aquela época com a cabeça de hoje.