Nem Te Conto

Léo Rosa denunciou abuso sexual na Record

Ator morreu nesta terça-feira (09), aos 37 anos, vítima de câncer

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O ator Léo Rosa, que morreu ontem aos 37 anos vítima de câncer, revelou no ano passado que não pretendia trabalhar mais na Record.

Na época, esperançoso com uma possível cura - no início do tratamento do câncer, Léo realizou uma vaquinha que arrecadou 140 mil - o rapaz contou à Antonia Fontenelle que sofreu um abuso sexual na emissora. 

"Passei por uma situação na Record de abuso sexual e por esse motivo não piso mais o pé lá. Isso vai ser dito, estou escrevendo uma história, que falará sobre coisas que passaram sobre minha vida", confessou. 

Na Record, Léo atuou nas tramas "Vidas Opostas", "Amor e Intrigas", "Promessas de Amor", "Rei Davi", "Balacobaco", "Milagres de Jesus" e "Escrava Mãe". O último trabalho do ator nas telinhas foi uma rápida participação em 'Amor de Mãe' da TV Globo.  Veja a entrevista abaixo: