Nem Te Conto

Léo Santana canta sofrência em novo EP e sonha em se casar: 'Quero ter três filhos'

O cantor tem 11 milhões de seguidores no Instagram

Flávia Muniz, da Agência O Globo

“Não estava mais me vendendo como artista e, sim, como um símbolo sexual. Nunca quis isso, aconteceu naturalmente. Mas também não me incomoda. De certa forma, até me ajudou a amadurecer. Não sou só esse corpo bonito de que falam. Quero minha música na boca do povo!”, pontua o baiano Léo Santana, que acaba de lançar seu novo EP, “Inovando”, disponível em todas as plataformas digitais.

Foto: Divulgação
Das sete faixas inéditas, “10 beijos de rua” tem pegada de sofrência. Ao contrário do que diz a letra, Léo avisa que nunca amargou uma dor de cotovelo, mas, acredite, já foi inseguro em relação às mulheres:

— Achava que não era capaz. Aí a autoestima foi se elevando, fui me cuidando, ficando menos feio e mais seguro.

Que o cantor segue agradando a gregos e troianos nos trios elétricos e redes sociais com postagens provocantes, não resta dúvida, mas ele ressalta a guinada que resolveu dar na carreira:

— Como eu era mais conhecido pelas danças e músicas de carnaval, e estava ficando rotulado, esse trabalho foi desafiador. Está mais sólido. E, eu, mais maduro. Me reinventei!

Hoje, são seis milhões de seguidores só no Instagram. Mas o sucesso não veio fácil. Com 11 anos, Léo vendia frango assado na praia. Trabalhou em supermercado, tenda de coquetéis, foi ajudante em salão de beleza. Aos 15, montou sua barbearia e deu os primeiros passos na cena musical. Parou de estudar na 8ª série para ajudar em casa. “Agora, ninguém da família trabalha mais!”.

Nessa caminhada, enfrentou preconceito. Nada que fragilizasse o Gigante.

— Tive um certo bloqueio de algumas praças e pessoas que não acreditaram, que diziam que era música de negro, de favela... Mas foram mais respostas positivas do que negativas. Corri atrás, sou persistente. Vivi altos e baixos, sim, mas continuo no mercado. Cheguei para ficar.

Aos 30 anos e de volta às boas com Lorena Improta, Léo pensa em casamento.

— Estamos firmes. Sonho me casar, ter três filhos e seguir o exemplo dos meus pais, que é viver mais de 30 anos juntos. Como passamos mais tempo longe do que perto um do outro, é preciso confiança, respeito e cumplicidade — atesta o cantor.

Assista o clipe da música '10 Beijos de Rua':