Nem Te Conto

Ludmilla fala de processo contra Val Marchiori: 'Por ser rica, nada aconteceu'

Cantora move processo contra socialite desde 2016

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Ludmilla falou sobre o processo que move contra Val Marchiori por injúria racial desde 2016, após a empresária afirmar na TV que o cabelo da cantora "parecia um Bombril". Em 2018, a Justiça condenou Val em primeira instância a indenizar a artista em R$ 10 mil, mas a socialite recorreu da decisão.

"E por ela ser rica e cheia de privilégios até hoje nada aconteceu. E ela debocha da situação em todo canto que vai até hoje", lamentou Ludmilla em um comentário feito no Twitter.

Foto: Reprodução | Instagram

Ludmilla também rebateu as afirmações de Val de que não teria aceitado as desculpas da socialte durante um encontro que elas tiveram em Angra dos Reis. Segundo a cantora, Val a procurou para se desculpar com uma câmera ligada, e que, por essa razão, Lud não quis papo.

"Mas é claro que eu virei as costas. Ela pediu pro marinheiro dela começar a filmar e me chamou. Quando eu estava indo, meus amigos me alertaram e eu voltei. Segundos depois saiu a manchete no site Ego (lembro perfeitamente) e ainda bem que não fui. Desculpas com o telão ligado é mole", disse.

Val não demonstra arrependimento

Em entrevista ao programa "Na lata", que foi ao ar na última segunda-feira, no Youtube, Val relembrou a polêmica que aconteceu durante uma transmissão ao vivo na TV no carnaval de 2016, quando ela comparou o cabelo usado por Ludmilla no desfile do Salgueiro à marca de esponja de aço Bombril. A socialite foi condenada em 2018 a pagar R$ 10 mil à artista por danos morais, mas afirmou que não concorda com a decisão da Justiça e por isso recorreu.

"O juiz mandou pagar R$ 10 mil, e eu recorri. (O caso) está ainda em processo, porque eu não concordo. Eu posso dar a minha opinião. Não xinguei a pessoa, não falei da índole nem da cor dela. Eu racista? Eu sou zero racista, tenho preconceito zero com ninguém. Se ela quer processar, tudo bem, é um direito dela. Mas é uma perda de tempo. Quem me conhece sabe que eu não sou (racista)", disse.

A socialite ainda fez uma revelação inédita sobre o episódio, afirmando que teria ido pedir desculpas pessoalmente a Ludmilla após encontrar por acaso a cantora em Angra dos Reis. Segundo Val, Lud virou as costas para ela.

"Pedi desculpas para ela. Mas olha como ela foi 'mais' racista que eu: Mais racista, não, porque eu não sou assista... Mas enfim: ela estava lá no barco com a família dela. Fui até ela pedir desculpas. Sabe o que ela fez? Virou as costas para mim e saiu nadando. Mas tudo bem, é um direito dela".

Durante a entrevista, Val admite que cometeu uma indelicadeza ao comparar cabelo de Ludmilla a um bombril, mas não demonstra arrependimento.

"Eu tive, infelizmente, a indelicadeza de falar que a peruca estava parecendo um bombril, e parecia mesmo, vocês podem ver aí... Estava feio mesmo. Mas eu não falei do cabelo dela, até porque, acho o cabelo dela bonito. Agora, falar que o negócio estava bonito na cabeça, não estava, gente! Só isso que eu disse (risos)".