Nem Te Conto

Ludmilla falta a depoimento sobre investigação de apologia às drogas, diz colunista

Cantora foi intimida a esclarecer à Justiça sobre uma investigação do crime de apologia às drogas

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A cantora Ludmilla não compareceu a um depoimento em uma delegacia após ser intimida a esclarecer à Justiça sobre uma investigação do crime de apologia às drogas. As informações são da colunista Fábia Oliveira, que conversou com o advogado e deputado estadual do Rio de Janeiro Rodrigo Amorim (PSL).

Em declaração dada à coluna, Rodrigo explicou que Ludmilla está sendo investigada por causa de duas músicas: 'Não encosta' e 'Verdinha'. Segundo o deputado, as letras dessas músicas incentivam o uso das drogas. A investigação também aponta para a música 'Migué', lançada por MC Maneirinho e MC Cabelinho. 

“Tenho dois projetos defendendo o funk e tornando o gênero musical um patrimônio do Rio. Se você for numa festa na minha casa, você vai ouvir funk. Mas eu seria contra qualquer gênero musical que exalte a droga, o banditismo e marginais exibindo armas", disse Rodrigo à coluna.

Em dezembro do ano passado, Ludmilla chegou a rebater uma notícia-crime, feita pelo deputado federal Cabo Junio Amaral (PSL-MG), que também acusava a música 'Verdinha de fazer apologia Às drogas. "Milhões de brasileiros, desempregados, sem moradia, hospitais sem vagas, a violência predominante, poluição, a questão ambiental, a rede pública de educação miserável, mas o maior problema que o Brasil tem no momento é uma música que fala de alface. Brinca mais", publicou a cantora no Twitter.