Nem Te Conto

Mamães de primeira viagem: famosas falam de maternidade e superação

Luiza Possi, Tatá Werneck, Pathy Dejesus, Thaeme Mariôto, Graziella Schmidtt e Tatyane Goulart festejam o primeiro Dia das Mães

Agência O Globo


Elas sonharam muito com a visita da cegonha e algumas até acharam que esse dia nunca ia chegar. Mas chegou, o que torna este domingo ainda mais especial para essas mamães de primeira viagem. Na faixa entre 33 e 42 anos, Luiza Possi, Tatá Werneck, Pathy Dejesus, Thaeme Mariôto, Graziella Schmidtt e Tatyane Goulart festejam o primeiro Dia das Mães e falam da magia da maternidade e, no caso de algumas delas, da persistência em gerar um bebê.

'Fiz um exame e vi que não poderia ser mãe': Casada com o diretor do "Domingão do Faustão" Cris Gomes desde setembro, Luiza Possi diz que se deu conta do desejo de ser mãe quando soube que não poderia engravidar. "A vontade veio mesmo quando eu fiz um exame dos óvulos e vi que eu não poderia ser mãe. O tamanho do óvulo não chegava nem à metade do que é necessário para a fecundação. Aí, caiu a ficha. Uma coisa é não querer, outra coisa é não poder. Não poder dói, é estranho", contou ela, que recorreu a um tratamento. "Engravidei dez dias depois do meu casamento. Uma loucura".

A cantora de 35 anos está no 7º mês de gestação e espera Lucca. "Acho que vou ser uma mãe que educa mesmo. Tenho isso na minha família, de mulheres que foram fortes na educação".

Foto: Reprodução | Instagram

'Achei que precisaria de tratamento para engravidar': Namorada do galã Rafael Vitti há dois anos, Tatá Werneck só pretendia engravidar em 2021 e havia decidido congelar os óvulos para isso. A atriz de 35 anos acreditava que precisaria de um tratamento para ter um filho. "Como tenho endometriose, achei que precisaria de tratamento. Foi uma surpresa", diz Tatá, que enfrentou uma gestação de risco no início. Vomitava 40,50 vezes por dia, era desesperador", lembra. A atriz de 35 anos acaba de entrar em seu 4º mês de gestação e espera uma menina, ainda sem nome. "Gerar outro ser é de uma doação, de uma entrega. Não tem como você não se transformar. Todos dias eu aprendo. Só quero ser uma boa mãe".

Foto: Reprodução | Instagram


'Os médicos falaram que eu não tinha como engravidar naturalmente': Pathy Dejesus não imaginava que teria chance de engravidar naturalmente e foi, inclusive, desencorajada por muitos médicos. "Estava pensando em adoção e fiquei grávida. Eu tenho 42 anos e muitos médicos me falaram que eu não tinha como engravidar naturalmente, mas eu fiquei grávida de forma natural. Sempre quis ser mãe. Quem me conhece sabe que é um dos meus maiores sonhos. Foram várias lutas e uma corrida feroz para dar certo na vida", diz a atriz.

Foto: Reprodução | Instagram

Mãe após sofrer aborto espontâneo:
Após passar por um aborto espontâneo no ano passado, a cantora Thaeme Mariôto não desistiu do sonho da maternidade e conseguiu engravidar de Liz, que nasceu há pouco mais de 20 dias. A segunda gestação ensinou a cantora de 33 anos a ficar mais focada em viver a gravidez e não se preocupar tanto em como agir após o nascimento da bebê. "Para mim, é a realização de um sonho. Desde sempre tenho essa vontade de ser mãe, de me doar para um filho, de formar uma família. A maternidade não é um conto de fadas, e cada mulher sente de uma forma única e diferente. Não é uma fórmula pronta, mas vale a pena cada esforço".

Foto: Reprodução | Instagram

'Planejamos, mas ela veio de surpresa':
Graziella Schmidtt e o marido, o ator Paulo Leal, pretendiam ter um bebê em breve, mas admitem que foram pegos de surpresa com a notícia da gestação. "Com toda a certeza, a melhor surpresa que já tivemos", diz a atriz, ex-paquita, de 37 anos. O casal espera a bebê nascer para decidir qual o nome dará para ela.
Foto: Reprodução | Instagram
'Planejei, e fiquei grávida seis meses depois': Grávida de 6 meses e meio, Camilla Camargo, de 33 anos, conta que planejou bem a chegada de Joaquim, seu primeiro filho com o marido, o diretor de TV Leonardo Lessa. "Parei meus métodos contraceptivos numa fase em que não atrapalharia meus projetos profissionais e seis meses depois veio a boa notícia de que eu estava grávida", conta ela, que se casou em setembro.

"Amo crianças e sempre fui aquela tia com quem as amigas confiavam em deixar os pequenos. Na novela 'Carinha de Anjo' (que ela atuou), muitas das crianças me chamavam de mãe, acho que porque eu tinha esse espírito de querer estar sempre por perto, cuidar. Eu até ajudava nas lições de casa. Então, posso dizer que ser mãe é algo que sempre esteve comigo, mas adormecido, esperando a hora certa de acontecer".

'Achava que relógio biológico era babozeira': Tatyane Goulart conta que sempre quis ser mãe, mas após os 30 anos o sonho aflorou ainda mais. O desejo foi realizado inesperadamente aos 35 anos e a eterna Bia da novela “Felicidade” deu à luz a Catarina há dois meses. Desde então, a atriz conta que se viu assustada por ser responsável por outra vida. Porém, esse dia das mães ganhará um significado ainda maior por ter a pequena em seus braços. “Desde o início da gravidez fiquei mais emotiva, só de ver anúncio na televisão de dia das mães eu choro. Sempre quis ser mãe e achava que relógio biológico era babozeira. Mas após os 30 anos esse sonho ficou ainda mais forte”.