Nem Te Conto

Marcelo Serrado expõe detalhes sobre cena com tapa-sexo em filme: ‘Estava morrendo de dor’

O ator ainda falou sobre as sequências sensuais do longa-metragem

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Marcelo Serrado passou por alguns perrengues durante as gravações do filme Dois + Dois, onde interpreta o personagem Diogo, que vai se aventurar ao lado da esposa, Emília (Carol Castro), praticando swing para dar uma esquentada no relacionamento de 16 anos.

Em entrevista à Quem, o ator contou detalhes de como foi gravar as cenas de sexo e nudez do longa, que estreia no próximo dia 12, nos cinemas. Segundo ele, foi desconfortável produzir as sequências com o adesivo que cobria suas partes íntimas.

“Era uma espécie de esparadrapo, que machucava. E aí vinha o maquiador ou outra pessoa tentar ajeitar o tapa-sexo. Quando eu movimentava com a Carol ou Roberta eu fazia morrendo de dor”, relembrou.



Durante o bate-papo, Serrado ainda destacou o clima bem coreografado das cenas entre ele, Carol, Roberta Rodrigues e Marcelo Laham.

“Era o Marcelo Saback (diretor) gritando, ‘protege o peito da Roberta’, ‘a bunda tem que estar mais aqui’”, contou.

Para viver o personagem, o famoso, que é casado há quase 10 anos com Roberta Fernandes, explicou que buscou referências em amigos.

“Tenho um amigo que já tentou esse tipo de relação e aconteceu uma coisa muito parecida com o que acontece no filme, ele se apaixonou pela outra pessoa. A gente não tem certeza sobre essas coisas. O código do filme de ‘não vamos nos apaixonar’ não existe e isso o filme mostra de forma divertida. O roteiro é muito preciso neste sentido e pega as pessoas. Cada casal tem a sua dinâmica e isso tem que ser respeitado. Esse filme respeita assim. Intercâmbio de casais é uma coisa extremamente moderna, não cabe na cabeça do Diogo. Para ele, não pode acontecer”, explicou.