Nem Te Conto

Marilac diz que vai processar Nego do Borel se ele não aceitar acordo por 'militância gay'

Ela ainda rebateu as acusações de que estaria se promovendo com toda essa polêmica

Agência O Globo

A transexual Luisa Marilac voltou a falar da polêmica envolvendo ela o cantor Nego do Borel. Nesta terça-feira, Dia da Visibilidade Trans, a youtuber famosa pelo bordão "Se isso é estar na pior...", compartilhou um vídeo em seu canal, onde falou da importância de combater o preconceito à comunidade LGBT e contou que vai processar o funkeiro caso ele não aceite o acordo proposto por ela para militar pelas causas transgênero e gay. "Isso, de uma forma, vai limpar a moral dele, a imagem dele também", disse.

Foto: Reprodução

Luisa contou que procurou a equipe do cantor após o ocorrido e sugeriu que ele usasse a visibilidade para fazer um projeto de conscientização nas redes sociais a favor da comunidade trans, ajudando, assim, a combater o preconceito. Luisa afirmou pretende recorrer à Justiça se Nego não se pronunciar sobre o acordo.

"Estamos esperando uma decisão do Borel. Tentei de uma forma, por ter respeito ao cantor e acreditar que todo mundo aprende com os erros, cresce e amadurece. Tentei de uma forma e não consegui. Então, vou entrar em contato para ver com a minha equipe os trâmites legais. Se for o caso de eu entrar na Justiça revindicando os meus direitos, não faço questão de nenhum tostão. Esse dinheiro será revertido a uma causa transgênero ou gay. Não quero nem preciso do dinheiro dele. Quero respeito e aceitação", disse Luisa.

No vídeo, a transexual falou da importância de Nego militar pelas causas transgênero após ter "vacilado" com ela.

"Sabe porque eu não movi uma ação contra o Nego do Borel? Porque a minha advogada entrou em contato com a equipe dele para ver se a gente conseguia um projeto de de conscientização para que ele falasse nas redes sociais dele sobre a causa transgênero, o gay, para ajudar na nossa militância, devido aquele vacilo que ele deu comigo. Seria uma troca justa: ele orientar o público dele que me atacou covardemente".

Ela ainda rebate as acusações de que estaria se promovendo com toda essa polêmica. "Não preciso me autopromover e muito menos quero um tostão dele. Quero que ele simplesmente ajude a uma causa, que depois de ele ter me feito mal, que pague com o bem, falando, divulgando, aprendendo. Quem apanha nunca esquece. Está na hora das pessoas pararem de bater e depois vir soprar, pedir desculpas e ficar por isso mesmo. Não deixo mais ninguém me bater e depois pedir desculpas e ficar por isso mesmo".

Entenda a polêmica

A confusão começou no dia 12 de janeiro, após Luisa Marilac deixar um elogio numa foto postada pelo funkeiro no Instagram. Nego respondeu a mensagem chamando a transexual de "homem".

"Cada dia que passa você é mais gato, homem", elogiou Marilac. "Você é um homem gato também. Parabéns, deve estar cheio de gatas", respondeu Nego.

Luisa, então, resolveu fazer um post em seu Instagram reproduzindo o comentário do cantor e acusando-o de transfobia (ataques a travestis, transexuais e transgêneros).

Bastante criticado, Nego do Borel chegou a pedir desculpas diversas vezes e teve até que adiar a gravação do DVD, marcado para esta terça-feira, após Ludmilla e Luisa Sonza cancelaram suas participações por conta da polêmica. O funkeiro também foi vaiado ao subir ao palco de um show de Anitta.