Nem Te Conto

MC Kevin: Um mês após morte de cantor, detalhes ainda repercutem

Noiva, mãe e amigo do cantor fizeram algumas declarações depois da morte do artista

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Nesta quarta-feira (16) completou-se um mês da morte de MC Kevin, após ter caído da varanda de um hotel no Rio de Janeiro. O acidente trágico comoveu fãs, amigos e familiares, e até hoje ainda gera assunto na internet.

Uma das questões que se discutiu logo após o incidente foi acerca da herança do artista, já que ele tinha um relacionamento com a advogada Deolane Bezerra. Em entrevista ao Domingo Espetacular, da Record, a mãe do funkeiro, dona Valquíria Nascimento, revelou que não há briga sobre esse assunto.

“Não tem briga pela herança, não tem briga com a mulher dele. Eu amo a mulher dele. (...) Tudo o que o Kevin tem de herança são as obras dele, e tudo o que é do Kevin é da filha dele, né?”. Kevin era pai de Soraya Nascimento, de 5 anos, fruto do antigo relacionamento do famoso com Evelin Gusmão.



Há algumas semanas, Angelo Canuto, amigo e mentor do MC, deu uma declaração à revista Quem afirmando que Deolane e Kevin não eram casados. Como resposta, a noiva do falecido rebateu: "Pessoas que sequer estavam convivendo comigo e Kevin, até a data do acontecido, estão dando entrevista. Falando que eu não era mulher de fato".

Logo em seguida, o parceiro do artista fez um desabafo na web, afirmando que ele não queria noivar e que a companheira poderia ter impedido sua morte.

Após diversas especulações, a matriarca do funkeiro também se posicionou, reafirmando sua boa relação com Deolane: “Não tenho nada contra a Deolane. Ela convivia todos os dias comigo. A gente se fala todos os dias. Perdemos uma pessoa que nós amamos. Parem de ficar falando e criando [problemas] onde não tem”.

No Dia dos Namorados, a viúva recebeu uma homenagem deixada pelo noivo antes de morrer. Além da surpresa através de um carro de som, a moça obteve uma carta escrita pelo companheiro.

"Minha doutora, a gente briga, mas eu te amo, esquece. Nesse momento você está deitada do meu lado no quarto, vivendo um sonho junto comigo, sendo a mulher da minha vida, não me largou um minuto. Te amo, amor, quero você para sempre comigo... Agora só a morte separa", diz um trecho.