Nem Te Conto

Morre o ator Paulo Gustavo, aos 42 anos, vítima da covid-19

Ator estava internado desde o dia 13 de março; Paulo Gustavo deixa o marido o médico Thales Bretas, e dois filhos bebês, Romeu e Gael.

Isadora Sodré (isadora.sodre@redebahia.com.br)
- Atualizada em

O ator Paulo Gustavo morreu nesta terça-feira (4), vítima da covid-19. O humorista, de 42 anos, estava internado desde o dia 13 de março para tratar a doença em um hospital do Rio de Janeiro (RJ) e, uma semana depois, foi intubado após apresentar complicações. Ele deixa o marido, o médico Thales Bretas, e dois filhos bebês, Romeu e Gael.

Foto: Reprodução
Na segunda-feira (3), o humorista apresentou uma piora clínica após sofrer uma embolia. O quadro de saúde do ator foi considerado crítico no dia, após a equipe médica detectar uma fístula broncovenosa - uma abertura entre os pulmões e as veias.

Com isso, bolhas de ar entraram na corrente sanguínea de Paulo, causando uma embolia, insuficiência cardíaca e lesões cerebrais. Até aquele momento, o ator seguia precisando da ECMO, espécie de pulmão artificial. Nesta terça-feira (4), um boletim médico apontou o quadro como irreversível. A morte aconteceu às 21h12 minutos e foi confirmada pela CNN Brasil.

Família
Em dezembro de 2015, o ator casou co o médico Thales Bretas em uma cerimônia sigilosa, onde era proibido o uso de celulares por parte dos convidados.
Foto: Reprodução/Redes Sociais
Em 2017, o casal viajou para os Estados Unidos com o intuito de aumentarem a família. No país, eles contrataram uma barriga de aluguel, porém, houve um abordo espontâneo. O procedimento adotado por casais homoafetivos que não querem utilizar o processo de adoção. A prática ainda não é adotada no Brasil.
Foto: Reprodução/Redes Sociais
Em 2019, eles voltaram para os EUA para tentarem novamente o procedimento, desta vez contrataram duas barrigas de aluguel diferentes. Romeu e Gael nasceram no país norte-americano e possuem treze dias de diferença entre um e outro.

Antes de ser internado, Paulo compartilhava nas redes sociais  vários momentos de fofura e carinho ao lado dos filhos em sua casa.

Trabalhos recentes
Em 2020, a Globoplay havia anunciado o lançamento da série ‘Minha Mãe é uma Peça’, protagonizada por Paulo Gustavo, no serviço de streaming. Posteriormente, o conteúdo seria veiculado também na TV aberta.

Em dezembro de 2020, o ator esteve à frente do especial  de humor de Natal do  "220 Volts" na Globo. O programa contou com a participação de Iza, Deborah Secco e Angélica.

Biografia
O ator nasceu no dia 30 de outubro de 1978, em Niterói (RJ) e ganhou visibilidades nos palcos no final de 2004, quando integrou o elenco do espetáculo 'Surto'. Na ocasião, ele interpretava a personagem Dona Hermínia, um dos papeis mais marcantes da sua carreira.
Foto: Divulgação
Em 2005, Paulo Gustavo estreou o monólogo 'Minha Mãe é uma Peça', onde trouxe a personagem Dona Hermínia novamente. Após quatro anos em cartaz, ele estreou a peça "Hiperativo", dirigido por Fernando Caruso, onde fazia humor diante das situações humanas.

Em 2011, o humorista estreou o programa "220 Volts" no canal Multishow. Em 2013, o espetáculo 'Minha Mãe é uma Peça' foi para o cinema e ainda ganhou continuações nos anos de 2015 e 2019.

Na televisão, o ator participou de programas como "Minha Nada Mole Vida", "A Diarista", "Casos e Acasos" e "Sítio Do Pica-Pau Amarelo". Também participou do sitcom 'Vai que Cola', no Multishow e participou das séries de TV  "Paulo Gustavo na Estrada" (2014) e "A Vila" (2017).