Nem Te Conto

Músicos do Kid Abelha abrem o jogo sobre bastidores do fim da banda: 'Paula diva'

Grupo declarou término em 2016

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Ex-integrantes do Kid Abelha entregaram bastidores do término da banda através de um reencontro virtual. O grupo teve fim declarado em 2016. No papo, Kadu Menezes, que ficou na banda por 16 anos, disse que o fim do grupo "foi coisa" de empresário.  Live transmitida no canal do Youtube da TV Maldita contou com Claudio Infante, Kadu e Adal Fonseca. 

"É aquela velha história do empresário. Tem empresário que visualiza no seu artista a possibilidade de ele ser uma coisa maior do que ele é. Vou ser sincero. Não adianta falar para Paula que ela vai ser a diva da música brasileira. Ela é maravilhosa, é uma supercantora, tem muitos méritos. Mas não adianta... Gal Costa, Maria Bethânia, Marisa Monte são divas por natureza. A Paula começou no pop rock. E algum empresário que entrou começou com essa história de querer separar a banda. Quando eu entrei, em 1991, todo mundo andava na mesma van, todo mundo tomava café da manhã junto no hotel. Tempos depois, começaram a separar os músicos do restante do Kid, separar os músicos da equipe técnica. No próprio Kid, começaram a separar a Paula. Ela tinha o carro dela sozinho. Começaram até separar os hotéis também”, disse o músico. 

“O determinante para o fim foi essa história: a Paula vai ser diva, o Kid vai ser os outros dois caras e a banda vai ser a banda, cada um no seu patamar. Tenho certeza que começou a degringolar por aí. Essa separação foi determinante”, completou Kadu.