Nem Te Conto

'Nojo, raiva e sensação de impotência', diz Giovanna Lancellotti sobre assédio

Atriz relembrou a primeira situação de assédio que sofreu na vida em entrevista à revista Cosmopolitan

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A atriz Giovanna Lancellotti, que está interpretando a personagem Rochelle, na novela 'Segundo Sol', relembrou a primeira situação de assédio que sofreu na vida em entrevista à revista Cosmopolitan. “Tinha só 14 anos e estava viajando de ônibus de São João para Ribeirão, indo visitar meu pai. Um cara sentou ao meu lado e se masturbou. Deu nojo, raiva e sensação de impotência”, afirmou.

Foto: Divulgação / Tavinho Costa

Giovanna contou que a única reação que teve foi falar para a mãe. “Liguei assustada para a minha mãe. Ela me mandou sair dali e pedir ajuda ao motorista. O cara foi expulso do ônibus e largado na estrada".

Atualmente, ela garante que sua atitude seria outra. “Faria um escândalo, não teria vergonha nem medo de me expor. Nós, mulheres, às vezes nos sentimos culpadas quando esse tipo de coisa acontece, ficamos em busca de um motivo. Mas não tem: o crime é do assediador”.

Na entrevista, ela ainda falou sobre o período que saiu da casa dos pais. A atriz se mudou para São Paulo na adolescência, aos 15 anos, para estudar na escola de atores de Wolf Maya. "Fui reprovada para papéis bacanas em Passione e Malhação. Mas não fico lamentando minhas perdas. Comigo é 'vida que segue!'". Giovanna é a capa da revista Cosmopolitan de julho.