Nem Te Conto

Pabllo Vittar é denunciada por exercício ilegal de educação física

Assessoria chamou a acusação de "infundada e inverídica"

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O Conselho Regional de Educação Física da Primeira Região (CREF1), responsável por fiscalizar o exercício ilegal da profissão, protocolou uma notícia-crime contra Pabllo Vittar, por vídeos publicados no Instagram da cantora. As informações são da revista Quem.

O CREF1 diz ter recebido diversas acusações de que Pabblo estaria recomendando exercícios físicos de maneira ilegal na página pessoal do Instagram.

"Como se comprova através dos links, o Denunciado [Pabllo] começa o vídeo com   aquecimento e esclarece que se alonga antes e depois dos exercícios realizados e diz que  tem muita gente em casa, com tempo de sobra e precisa mexer o corpo. Enaltece a importância do alongamento para não ficar dolorido. Recomenda a utilização de roupas   confortáveis para praticar exercícios", diz o documento.

"Não podemos permitir que, reiteradamente, pessoas não habilitadas exerçam ilegalmente a  profissão na prestação dos serviços à sociedade, como se Profissionais de Educação Física fossem. Fato é que o Conselho Denunciante tem empenhado todos os esforços para intensificar a fiscalização do exercício profissional, proporcionando a toda a sociedade a  prática segura da atividade física, através de profissionais habilitados para promoção da  qualidade de vida e saúde", continua.

Segundo a Quem, a assessoria de Pabllo chamou a acusação de "infundada e inverídica". "A cantora nunca prescreveu, deu aula como profissional ou orientou nenhum treino. A cantora ainda deixa claro no vídeo em questão que não é educadora física e apenas mostra - como tantos outros artistas e influencers - sua rotina de exercícios físicos em suas redes sociais, que também serve como motivação para que seus seguidores procurem hábitos de vida saudáveis", diz a nota.