Nem Te Conto

Patrícia Poeta fala sobre carreira, filho adolescente e perda de peso

A nova fase também foi marcada por outra mudança na aparência: após chegar aos 40, ela perdeu dez quilos este ano

Agência O Globo
Meio que por acaso, a jornalista Patrícia Poeta acabou se tornando referência de estilo: quando ainda apresentava o “Jornal Nacional”, a Central de Atendimento ao Telespectador (CAT) da TV Globo já recebia vários telefonemas de mulheres interessadas em saber onde ela comprava suas roupas — mesmo que metade do look ficasse escondido debaixo da bancada do telejornal. A mudança para a área de entretenimento da TV Globo, com o “É de casa”, só fez o interesse aumentar. E com o “Caixa de costura”, reality show do GNT sobre costureiros, Patrícia assumiu de vez seu lado fashion:
— A moda foi uma coisa que foi acontecendo, nunca houve esse foco. A moda foi entrando aos poucos na minha vida. No “Fantástico” e no “Jornal Nacional”, não tinha essa grande preocupação em pensar o look, tinha muita coisa na cabeça, estava pensando nas pautas. Mas aconteceu das pessoas se identificarem. Só agora, com o “Caixa de costura”, como o programa é de moda, decidimos ousar, fazer sempre um cabelo diferente — explicou Patrícia, que esteve no Shopping Leblon para participar do evento de lançamento da Ela Revista.
A nova fase também foi marcada por outra mudança na aparência: após chegar aos 40, ela perdeu dez quilos este ano. Apesar de sempre ter feito exercício, ela partiu para novas atividades — ela faz aulas de samba, stiletto e até surfe — após não conseguir entrar em uma antiga saia lápis.
Foto: TV Globo/Divulgação
— Eu estava fazendo crossfit, mas me sentia muito pesada, não tinha a mesma disposição. Estava numa fase de ficar muito sentada, escrevendo, estudando. Cada reunião do programa era uma festinha infantil: pão de queijo, cachorro-quente… — confessou a jornalista, que depois disso encarou uma reeducação alimentar.
— Quando fui ao médico, vi que a coisa estava pior do que imaginava: as taxas de colesterol não estavam nada legais. Foi uma questão de saúde mesmo, e aprendi muito.
MÃE DE ADOLESCENTE
Mãe de Felipe, de 14 anos, ela garante que o adolescente não sente ciúme dela — e vice-versa. Companheiros, os dois costumam viajar juntos e praticar surfe lado a lado.
— Meu filho supercurtiu (a perda de peso), porque o que eu emagreci foi o que eu me desafiei no surfe — contou Patrícia, que ainda deu detalhes sobre como está sendo ser mãe de adolescente: — Não sou mãe ciumenta: acho que vou ser uma boa sogra. Dou a maior força para ele com as namoradinhas, gosto de ver ele feliz, descobrindo as coisas. Agora, é uma fase que você tem que ficar em cima, mas dando a privacidade que o adolescente pede também. Tem momento que ele tem que ficar no quarto dele.
Realizada com a nova fase na carreira, ela ainda revelou um segredo dos tempos de “Jornal Nacional”: — Sempre curti assuntos mais leve. No “JN”, ao longo da tarde, as reportagens mais leves iam caindo para que as notícias mais sérias, que normalmente eram ruins, pudessem entrar. Eu ficava torcendo para que o Neymar fizesse um gol, para que pelo menos eu pudesse sorrir no fim do jornal. Agora, posso sorrir — brincou a apresentadora.