Nem Te Conto

Paula será intimada a depor após sair do 'BBB 19'

Sister é acusada de racismo e intolerância religiosa

Patrícia Kogut, da Agência O Globo
- Atualizada em

Paula, participante do "Big Brother Brasil", será intimada a depor na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) após deixar o reality. Ela é acusada de racismo e intolerância religiosa por causa de suas declarações no programa. Segundo a polícia, as "investigações estão em andamento".


A participante, durante uma conversa com Diego e Hariany, falou que tinha medo de Rodrigo porque ele falava de Oxum. Ela também é alvo de acusações de preconceito racial. Numa conversa na qual contou a história de uma amiga esfaqueada, disse: "E aí eu pensei que ia chegar um faveladão lá, mas, quando eu vi, o cara era branquinho, morou não sei quanto tempo na Austrália ou no Canadá, não sei".

Em entrevista recente ao site, Mônica Von Sperling, irmã de Paula, a defendeu: - É impossível ela ser racista porque somos de uma família de ascendência africana. Ela, inclusive, teve dois namorados negros. Sobre a questão religiosa, apesar de sermos católicos, já frequentamos centros espíritas e igrejas evangélicas. Isso não existe.