Nem Te Conto

Rosana Hermann revela caso de assédio de Clodovil e dispara: 'Fazia a gente chorar'

Roteirista utilizou sua conta no Twitter para contar detalhes do trabalho com o apresentador

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A roteirista e escritora Rosana Hermann utilizou sua conta no Twitter neste domingo (27), para revelar uma série de informações a respeito dos bastidores dos programas de Clodovil, apresentador falecido em 2009. Em 22 tweets diferentes ela detalhou um caso de assédio que presenciou, maus tratos com a equipe do programa e ainda pediu para as pessoas pararem de "idolatrar" o artista.

Rosana Hermann. Foto: Reprodução

Logo no ínicio das revelações, Hermann contou um caso de assédio sofrido por um câmera.
"Eu vi algo que acabou comigo. Clodovil, com seu bom gosto (vdd) mandou fazer uniformes especiais para a equipe técnica. Ele cismou com um câmera e ficava cantando o cara no estúdio, na frente de todo mundo. O cara, quietão, na dele, respeitava, não falava nada. Mas o assédio foi aumentando, aumentando. E o cara disse 'não' pro apresentador. Que fez o que? Pediu A cabeça do câmera que foi demitido. Casado com 3 fihos. Perdeu o emprego", escreveu.
Em outros momentos, ela chegou a falar como era o dia-a-dia de trabalho com o apresentador.
"Clodovil destratava todo mundo, fora no ar e NO AR. Ele achava que era superior a todos, não era legal com ninguém. Brigava e gritava com toda a produção, fazia gente chorar", completou.


Clodovil que também foi estilista, se elegeu deputado federal em 2006 com quase 500 mil votos. Sua carreira porém, foi recheada de altos e baixos envolvendo polêmicas.